Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Marta Temido admite testar regresso dos adeptos aos estádios

27 jul, 2021 - 14:22 • Redação

Marta Temido antecipa uma maior uniformidade de aplicação de medidas de combate à Covid-19, por parte do Governo. A ministra da Saúde garante que Portugal está preparado para vacinar a população abaixo dos 18 anos.

A+ / A-

Veja também:


A ministra da Saúde, Marta Temido, admite testar regresso dos adeptos aos estádios de futebol, mas não confirmou se isso vai acontecer no jogo da Supertaça de futebol, entre Sporting e Sporting de Braga, marcado para o próximo sábado.

"Há a possibilidade de reabrir eventos organizados em ambiente aberto, em que sejam cumpridas regras como utilização de máscara e distanciamento social. Futebol? Temos possibilidade de fazer eventos-teste. Foi essa a recomendação que saiu esta manhã", disse Marta Temido aos jornalistas, no final da reunião com especialistas na sede do Infarmed, em Lisboa.

A ministra da Saúde admitiu que o país vive uma "situação de alguma esperança" em que é possível perspetivar "a forma como o regresso à normalidade séra feito e está cada vez mais próximo" e também como o inverno poderá ser planeado.

"A variante Delta está já prevalente em mais de 95% do território nacional e, por outro lado, sabemos que temos um número significativo da população a viver em concelhos onde a incidência é acima dos 120 casos por 100 mil habitantes", indicou Marta Temido.

Estes dados, avançados na reunião do Infarmed, permitem ao Governo aplicar "uma maior uniformidade de medidas" em todo o território nacional, adiantou a ministra.

Marta Temido indicou ainda que a "utilização de máscaras vai continuar a ser obrigatórias no interior e no exterior".

"Estamos preparados para vacinar abaixo dos 18"

Uma das maiores novidades desta reunião do Infarmed é a possibilidade de arrancar com a vacinação para as faixas etárias mais jovens, já em agosto.

Marta Temido aponta que foi importante "clarificar" a vacinação em idade pediátrica e que, neste momento, falta avaliar a relação risco-benefício para a vacinação nas idades abaixo da maioridade.

"Estamos preparados para vacinar as faixas etárias abaixo dos 18 anos, em termos logísticos e de doses de vacinas", garantiu a ministra da Saúde.

A governante referiu ainda que, apesar de haver a "ideia que são os mais jovens os mais reativos à vacinação", o grupo etário dos 45 aos 60 anos é o que tem "mais pessoas que não se querem vacinar".

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+