Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

“Nascer Cidadão”. Maternidade Alfredo da Costa volta a poder registar bebés

26 jul, 2021 - 07:40 • Marta Grosso com redação

Já reabriram 18 dos 48 balcões encerrados por causa da pandemia de Covid-19. Milhares de bebés foram desde então registados online ou em conservatórias.

A+ / A-

É reaberto nesta segunda-feira o balcão “Nascer Cidadão” da Maternidade Alfredo da Costa. Os balcões existentes nos hospitais para registo de bebés já começaram a reabrir.

Foram encerrados no início da pandemia de Covid-19, mas 18 dos 48 balcões já voltaram a funcionar nas maternidades, indica o “Jornal de Notícias” nesta segunda-feira.

Segundo o jornal, desde que este serviço de registo foi interrompido, 34 mil bebés dos 120 mil registados (28,5% do total) foram registados online – uma média de 2.600 registos por mês, desde abril do ano passado. Os restantes bebés foram registados em conservatórias. É

Apesar do regresso dos balcões às maternidades, o serviço “Nascimento Online” vai manter-se. Segundo a lei, os pais têm 20 dias para declarar o nascimento dos filhos, a partir do dia do parto.

Para evitar que alguns bebés fiquem por registar o Ministério da Saúde envia regularmente informação dos nascimentos para que o Instituto de Registos e Notariado verifique se todos têm a devida declaração prestada pelos pais.

Os balcões “Nascer Cidadão” foram criados em 2007.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+