Tempo
|
A+ / A-

PSP detém polícia por suspeita de burla qualificada

22 jul, 2021 - 15:06 • Lusa

Companheira do agente também foi detida e ficou em prisão preventiva.

A+ / A-

Um polícia foi detido, juntamente com a companheira, por suspeitas de crime de burla qualificada, em várias zonas do país, divulgou hoje o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP (Cometlis).

Após primeiro interrogatório judicial, foi decretada prisão preventiva à mulher, enquanto o agente da PSP, pertencente àquele Comando, ficou proibido de exercer funções e de contactar com as vítimas.

"A investigação, que durou vários meses, permitiu recolher fortes indícios da prática de burlas pela detida, em coautoria com o seu companheiro, em diversas zonas do país, as quais consistiam na aquisição de bens e serviços, falsificando os comprovativos de pagamento", lê-se na nota.

O Cometlis adianta ainda que, além das medidas de coação decretadas pelo tribunal, o polícia será sujeito a procedimento disciplinar, "tendo já em instrução vários processos, alguns deles motivados por denúncias apresentadas anteriormente".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+