Tempo
|
A+ / A-

Infarmed aprova Kaftrio para tratamento da fibrose quística

22 jul, 2021 - 08:45 • Lusa

Foi também aprovada a utilização do medicamento Orkambi, também para tratamento da fibrose quística, mas para crianças com idades entre dois e 11 anos.

A+ / A-

O medicamento Kaftrio e uma nova indicação terapêutica do fármaco Orkambi foram aprovados para utilização nos hospitais do Serviço Nacional de Saúde no tratamento da fibrose quística, anunciou o Infarmed.

Em comunicado, a Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde explica que o medicamento Kaftrio foi aprovado para utilização, num determinado regime terapêutico, em doentes de idade igual ou superior a 12 anos.

Este medicamento ficou conhecido em Portugal depois do apelo para que fosse aprovado lançado pela jovem Constança Bradell, que sofria de fibrose quística e morreu no passado dia 11 de julho, aos 24 anos.

Quanto ao medicamento Orkambi, está aprovado para tratamento da fibrose quística em crianças com idades entre dois e 11 anos.

"O financiamento para utilização destes medicamentos no Serviço Nacional de Saúde é regido por um contrato entre a empresa titular do medicamento e o INFARMED - Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde, IP, autorizado pelo secretário de Estado da Saúde", acrescenta a nota.

Até aqui, existiam em Portugal três medicamentos moduladores aprovados para a fibrose quística, uma doença crónica, hereditária, causada por alterações no gene CFTR.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+