Tempo
|
A+ / A-

Cerca de 50 concelhos do interior Norte, Centro e Algarve em risco máximo de incêndio

19 jul, 2021 - 09:12 • Lusa

Os cálculos são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

A+ / A-

Cerca de 50 concelhos do interior Norte e Centro e do Algarve apresentam esta segunda-feira risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Segundo o IPMA, estão em risco máximo de incêndio quase 50 municípios nos distritos de Bragança, Vila Real, Viseu, Guarda, Castelo Branco, Portalegre, Santarém e Faro.

O IPMA colocou também mais de 60 concelhos em risco muito elevado de incêndio e mais de 80 municípios em risco elevado. .

Este risco de incêndio determinado pelo IPMA tem cinco níveis, que vão de reduzido a máximo.

Os cálculos são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

O período crítico de incêndios dura até final de setembro e, até lá, é proibido fazer queimadas extensivas ou queima de amontoados sem autorização, usar fogareiros ou grelhadores em todo o espaço rural, e fumar ou fazer qualquer tipo de lume nos espaços florestais.

É proibido ainda lançar balões de mecha acesa ou foguetes ou fazer trabalhos na floresta que possam originar faíscas.

Para hoje o IPMA prevê céu pouco nublado ou limpo e nebulosidade matinal no litoral oeste, podendo persistir em alguns locais da faixa costeira. O vento vai soprar por vezes forte nas terras altas e na faixa costeira ocidental a sul do Cabo Raso.

As temperaturas máximas vão variar hoje entre os 20º (Viana do Castelo) e os 36º (Castelo Branco) e as mínimas entre os 15º (Viana do Castelo e Leiria) e os 19º (Faro).

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+