Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Pandemia

Um terço da população já tem vacinação completa, 57% com primeira dose

06 jul, 2021 - 20:40 • Redação

Apesar de Lisboa e Vale do Tejo ter administrado mais doses durante a última semana, cerca de 300 mil, a região da capital e o Algarve são as que apresentam menor percentagem de população com as duas doses administradas (33%). O Norte continua a liderar o processo de vacinação, com um total de 3.178.756 doses administradas desde o início da campanha de vacinação.

A+ / A-

Veja também:


Mais de 3,7 milhões de portugueses, pouco mais de um terço da população (36%), já completaram o esquema vacinal contra a Covid-19, revelou esta terça-feira o relatório de vacinação divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

O documento indica, por outro lado, que mais de 5,7 milhões de portugueses, correspondentes a 56% da população portuguesa, já tomaram uma dose da vacina.

Analisando o ritmo da imunização por regiões de saúde, apesar de Lisboa e Vale do Tejo ter administrado mais doses durante a última semana, cerca de 300 mil, a verdade é que a região da capital e o Algarve são as que apresentam menor percentagem de população com as duas doses administradas (33%).

A região Norte continua a liderar o processo de vacinação, com um total de 3.178.756 doses administradas desde o início da campanha de vacinação contra a Covid-19.

Na área tutelada pela ARS de Lisboa e Vale do Tejo, apesar do aumento do ritmo de vacinação verificado na última semana, o total de doses administradas é de 3.124.728

Já o Alentejo continua a ser a região com maior taxa de pessoas com primeiras doses (60%) e vacinação completa (43%).

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+