Tempo
|
A+ / A-

Vem aí um livro que ajuda eleitos do poder local a concretizar ideias e projetos

02 jun, 2021 - 13:49 • Lusa

Livro inclui onze ensaios de especialistas em gestão, finanças, liderança, marketing territorial, estratégia digital, cultura e competências autárquicas. Lançamento será em Vouzela.

A+ / A-

Estratégias, métodos e instrumentos para que os eleitos do poder local consigam concretizar as ideias e os projetos que delinearam para os seus municípios e freguesias estão reunidos num livro que será lançado na segunda-feira, em Vouzela.

"Sonhar, Transformar Cidades e Territórios – Visão, Estratégia e Gestão Autárquica" é o nome do livro que pretende ser "um incentivo para que os autarcas usem a gestão, a estratégia, o conhecimento e a ciência para conseguirem aplicar no terreno os projetos que levaram os eleitores a votar neles".

Na cerimónia, estará a secretária de Estado da Valorização do Interior, Isabel Ferreira, os presidentes das câmaras de Vouzela, Coruche, Alvaiázere, Góis, Fundão, Sesimbra e Mafra, e o vice-presidente da Câmara de Cascais.

O livro inclui onze ensaios de especialistas em gestão, finanças, liderança, marketing territorial, estratégia digital, cultura e competências autárquicas.

Segundo coordenador e coautor do livro, Luís Matos Martins, "o principal desafio para os políticos eleitos que têm uma visão para a sua terra e que veem essa visão sufragada pelos seus concidadãos é conseguirem concretizá-la".

"A concretização dos projetos tem de ser feita através dos serviços das câmaras ou das juntas de freguesia, com as competências específicas que estas têm, com os meios reais de que dispõem, no meio de um quadro legal e administrativo muito complexo", afirma o também administrador dos Territórios Criativos (empresa de consultadoria e de apoio ao empreendedorismo que gere incubadoras de ‘startups’ em vários pontos do país).

Luís Matos Martins avança que "os diversos capítulos deste livro são um guia de reflexão sobre como utilizar a gestão autárquica e a estratégia para tornar reais as ideias em que as pessoas votaram", sendo "uma forma fácil de aquisição de competências".

Para o anfitrião da cerimónia, o presidente da Câmara de Vouzela, Rui Ladeira, "este livro é um notável manual de aprendizagem e reflexão na gestão" do território.

"São onze capítulos que contribuem de forma objetiva para a modernização e capacitação dos autarcas e das equipas que prestam serviço público. Permite ainda reposicionar as estratégias de desenvolvimento e melhorar a eficiência na utilização dos recursos disponíveis", sublinha.

Luís Matos Martins conta que o livro surgiu da vontade de partilhar a "experiência acumulada na interação direta com executivos e técnicos de juntas de Freguesia, câmaras e comunidades intermunicipais", não só "do interior ao litoral, do norte ao sul, ilhas, mas também de outros países".

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+