Tempo
|
A+ / A-

Covid-19. Identificados nove casos da estirpe indiana, mas sem transmissão comunitária

14 mai, 2021 - 22:17 • Redação com Lusa

DGS e INSA revelam que a estirpe do Reino Unido é responsável por 91,2% dos casos do novo coronavírus em Portugal. Na última semana, foram feitos menos 60 mil testes à Covid-19.

A+ / A-

Veja também:


Portugal regista nove casos da variante do novo coronavírus associada à Índia, no entanto, a Direção-Geral de Saúde (DGS) e o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) consideram não existir transmissão comunitária dessa estirpe.

“Até 12 de maio [quarta-feira], foram identificados nove casos da variante B.1.617 (associada à Índia), sete casos da linhagem B.1.617.1 e dois casos da linhagem B.1.617.2. Não parece existir transmissão comunitária desta variante”, indica o relatório das “linhas vermelhas” da pandemia da Covid-19.

DGS e INSA também revelaram que a estirpe do Reino Unido é responsável por 91,2% dos casos de Covid-19 em Portugal. Também confirmaram a transmissão comunitária das variantes associadas à África do Sul (88 casos identificados) e a Manaus, no Brasil, (114).

O sétimo relatório de monitorização das "linhas vermelhas" da pandemia adianta ainda que o número de novos casos de Covid-19 por 100 mil habitantes, acumulado nos últimos 14 dias, foi de 50 novas infeções, com “tendência ligeiramente decrescente a nível nacional”. O índice de transmissibilidade (Rt) situou-se nos 0,95 a nível nacional.

O relatório indica também que, na última semana, registou-se um decréscimo do número de testes para deteção do novo coronavírus, com um total de 262.542 despistes. Representa menos 60.296 do que os 322.838 testes realizados nos sete dias anteriores.

Também na última semana, 97% dos casos de infeção foram isolados em menos de 24 horas após a notificação e foram rastreados e isolados 76% dos seus contactos.

“A análise global dos diversos indicadores sugere uma situação epidemiológica com transmissão comunitária de moderada intensidade e reduzida pressão nos serviços de saúde”, concluem a DGS e o INSA.

Em Portugal, morreram 16.999 pessoas dos 841.379 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da DGS.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+