Tempo
|
A+ / A-

GNR detetou 92 cães num canil do concelho de Gouveia “sem condições”

07 mai, 2021 - 17:54 • Lusa

Em julho de 2020, um incêndio num canil sem condições em Santo Tirso motivou uma série de investigações das autoridades a abrigos para animais que não cumpriam a lei.

A+ / A-

A GNR realizou uma operação de fiscalização num canil, onde se encontravam 92 cães “sem condições higieno-sanitárias e de habitabilidade”, no concelho de Gouveia, no distrito da Guarda, foi hoje anunciado.

Segundo o Comando Territorial da GNR da Guarda, os animais foram detetados, na quinta-feira, durante a realização de uma operação de fiscalização por elementos do Núcleo de Investigação de Crimes e Contraordenações Ambientais (NICCOA) e do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) de Gouveia.

“No âmbito de uma investigação que incidiu sobre alegados crimes de maus-tratos a animais de companhia, os militares da Guarda deram cumprimento a um mandado de busca, tendo sido detetados 92 cães em instalações em condições de salubridade e sem capacidade para albergar esta quantidade de animais”, refere a GNR em comunicado enviado à agência Lusa.

Segundo a fonte, “os animais ficaram à guarda da Autoridade Veterinária Municipal para avaliação do seu estado de saúde”.

“Dos 92 canídeos, 22 foram encaminhados para a Associação Midas e dois, de raça potencialmente perigosa, foram encaminhados para o Canil Municipal de Seia”, remata a nota.

A ação da GNR contou com o reforço de elementos do Núcleo de Apoio Técnico (NAT) e com o apoio da Autoridade Sanitária Veterinária de Gouveia e da Direção-Geral da Alimentação e Veterinária (DGAV).

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+