Tempo
|
A+ / A-

Caminha. Compra superior a 25 euros no comércio local vale cinco euros em restaurantes

06 abr, 2021 - 10:21 • Olímpia Mairos

Medida visa apoiar o comércio local, que está “praticamente fechado desde o início do ano e particularmente limitado, há já bastantes meses”, e a restauração, “enormemente condicionada e sem rendimento”.

A+ / A-

A autarquia de Caminha vai promover uma campanha de entrega de vales no comércio local que permitirá a cada empresário dispor de vouchers de cinco euros para consumo num restaurante local. Os vales serão atribuídos a quem efetuar compras superiores a 25 euros.

A medida que visa apoiar o comércio local, quer incentivar a compra do dia-a-dia e, naturalmente, a restauração do concelho, que terá o incentivo de cinco euros de desconto em refeição.

A proposta apresentada pelo presidente da autarquia, Miguel Alves, deverá ser aprovada esta terça-feira, em reunião do executivo municipal.

“Esta é uma forma imediata de injetarmos liquidez nas contas dos restaurantes, ao mesmo tempo que mobilizamos o comércio tradicional, as pequenas lojas que não puderam ter portas abertas nos últimos meses e que mais sofreram com este e anteriores confinamentos”, explica o autarca, Miguel Alves.

“A economia local está no limite”, sublinha o autarca, acrescentando que a autarquia disponibiliza os recursos “no máximo” das suas “forças” às empresas, famílias e instituições.

“Somos particularmente sensíveis, neste momento, à situação do comércio local que está praticamente fechado desde o início do ano e particularmente limitado, há já bastantes meses, à específica condição da restauração que, praticamente desde o primeiro registo de infeção em Portugal, tem estado enormemente condicionada e sem rendimento em várias situações”, sustenta.

Miguel Alves sublinha a natureza simples e direta do processo, que tem em vista a eficácia da medida. E embora reconheça que todos os cuidados são poucos para evitar a propagação da Covid-19, é preciso sair de casa, paulatinamente, e “ajudar a economia das pessoas que conhecemos, que têm os melhores produtos e que fazem parte do equilíbrio económico da nossa terra”.

A proposta tem como referência a existência máxima de 100 vales de desconto por restaurante do concelho, sendo distribuídos, em partes iguais, pelo comércio local.

Tendo em conta que o município tem registo de 58 restaurantes no concelho de Caminha, prevê-se que o montante de apoio mobilizado possa rondar os 30 mil euros, montante que deverá ser pago mediante a apresentação de cada vale utilizado.

“Fomos tão longe quanto podíamos com a capacidade financeira que temos”, conclui o autarca.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+