Tempo
|
A+ / A-

Associação das empresas de distribuição reclama aumento da lotação em lojas

02 abr, 2021 - 12:29 • Anabela Góis

O diretor-geral da APED adianta que Portugal apresenta o rácio de clientes em loja mais baixo da Europa - cinco pessoas por 100 metros quadrados.

A+ / A-

Veja também:


A Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED) apelou, esta sexta-feira, ao aumento da lotação em espaços comerciais. Segundo Gonçalo Lobo Xavier, diretor geral da APED, “Portugal apresenta o rácio mais baixo da Europa, cinco pessoas por 100 metros quadrados.”.

“Um aumento para o dobro seria perfeitamente admissível e podia acomodar mais gente nas lojas. Podíamos ter mais tráfego, podíamos ter melhor equilíbrio para sustentar as empresas, que estiveram tanto tempo fechadas e que agora precisam de escoar os seus produtos”, defendeu o dirigente associativo, em entrevista à Renascença.

Gonçalo Lobo Xavier pede que o rácio de cliente por 100 metros quadrados passe de cinco para dez pessoas e adianta que a alteração “não vai pôr em causa a saúde pública”.

Dados divulgados esta semana pela APED revelam que as vendas do retalho alimentar e especializado caíram 1,5% no ano passado face a 2019, para 22.653 milhões de euros, com o aumento de 8,1% da faturação no segmento alimentar a não conseguir compensar a queda de 17,7% do retalho especializado, para 7.032 milhões de euros.

Apesar do "forte impacto" das restrições impostas devido à pandemia de Covid-19 nos diferentes mercados do retalho especializado, a APED considera que os números de 2020 mostram um "setor resiliente".

Na próxima segunda-feira, dia cinco de abril, arranca a segunda fase do plano de desconfinamento, que prevê a reabertura de lojas com uma área até 200 metros quadrados e que tenham porta para a rua.

As esplanadas podem, também, voltar a ser frequentadas até ao limite de quatro pessoas e passa a ser possível servir refeições. Estes estabelecimentos devem encerrar às 22h30 durante os dias de semana e às 13h00 aos sábados, domingos e feriados.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+