Tempo
|
A+ / A-

Covid-19: Coordenador da taskforce da vacinação pede mais profissionais

28 mar, 2021 - 16:29 • Lusa

Objetivo do Governo é chegar às 100 mil vacinações por dia durante o mês de abril e Gouveia e Melo quer 70% da população vacinada até setembro.

A+ / A-

Veja também:


O coordenador do plano nacional de vacinação contra a covid-19 disse este domingo que o país vai precisar de contratar mais profissionais para acelerar o processo de imunização nos próximos meses, mas os números ainda estão em análise.

"Vai ser necessário certamente contratar profissionais de saúde. Quantos? É o que nós estamos a apurar neste momento", afirmou o vice-almirante Gouveia de Melo aos jornalistas, em Faro, onde acompanhou o processo de vacinação de docentes e não docentes das escolas do pré-escolar, 1.º ciclo e da escola a tempo inteiro, acompanhando o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues.

Gouveia de Melo considerou que "as organizações não nascem do nada, é preciso tempo, é preciso testá-las, é preciso afiná-las", e garantiu que é isso que se "está a fazer" para o país poder aumentar a capacidade de vacinação da população para níveis mais elevados do que os atuais.

"Este processo de vacinação dos docentes e não docentes na área do ensino é um processo que, para além de ser benéfico para o ensino, como é evidente, também é um processo desse ensaio e desse teste, e essas conclusões serão todas agregadas em resultados que permitem depois afinar com mais certeza quantas pessoas é que são necessárias contratar", sustentou.

Segundo o coordenador da "task force" de vacinação, já houve "muitas coisas" identificadas que podem ser melhoradas, mas Gouveia e Melo argumentou que, "para não estar a olhar para os pormenores, é preciso olhar para a "floresta", ou seja, para o quadro geral.

"E a 'floresta' é que ontem [sábado] foram vacinadas 44 mil pessoas, 44 mil utentes, e este processo foi organizado em uma semana e meia, portanto, esse, para mim, é um indiciador de sucesso", afirmou.

Gouveia e Melo disse que "o resto são pormenores, são pequenas situações", que admitiu terem "importância pelo significado de pequenas falhas que possam existir no processo", mas que depois terão "de ser integradas enquanto lições aprendidas para o futuro".

"Isto é uma grande escadaria, só demos um passo em mais um degrau, portanto há muitos degraus que ainda vamos ter de superar, e nada é fácil neste processo, portanto, não podemos descansar, não podemos ficar contentes, temos que ser totalmente ambiciosos para libertar a nossa economia, libertar o nosso país desta pandemia o mais rapidamente possível", acrescentou.

Por isso, o coordenador da "task force" de vacinação reconheceu estar "bastante contente" com o processo de vacinação destes docentes e não docentes durante o fim de semana.

"As escolas fazem parte das diferentes soluções que temos de testar e, uma vez testadas, funcionaram muito bem e estão a funcionar muito bem" e isso "dá confiança para termos diversas soluções para escalar o processo, quando assim for necessário, para mais de 100 mil vacinas por dia", concluiu.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+