Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Covid-19. Farmácias vão vender testes rápidos para fazer em casa

12 mar, 2021 - 10:08 • Marta Grosso com redação

Não é preciso receita médica. Medida tem duração limitada e entra em vigor no sábado.

A+ / A-

O Governo deu luz verde à comercialização de testes rápidos em farmácias e outros locais de venda de medicamentos, sem receita médica. O despacho foi publicado nesta sexta-feira em Diário da República.

O diploma “estabelece um regime excecional e temporário para a realização em autoteste de testes rápidos de antigénio, destinados, pelos seus fabricantes, a serem realizados em amostras da área nasal anterior interna”.

“A lista dos testes rápidos de antigénio abrangidos pelo presente regime excecional consta na página eletrónica do INFARMED”, refere ainda a portaria n.º 56/2021.

Estes testes já se encontram “no mercado em Portugal para utilização por profissionais”, mas como “o acesso da população aos referidos testes, enquanto medida de proteção da saúde pública, não se coaduna com o uso exclusivo por profissional, importa (…) adequar os necessários procedimentos nacionais em causa, permitindo a realização do teste pelo próprio, conforme abordagem já adotada por outros países, nomeadamente a Áustria e a Alemanha”.

Os dispositivos médicos vão ser colocados no mercado para utilização não profissional, apesar de se destinarem “a uma utilização profissional, de acordo com as indicações fornecidas pelo respetivo fabricante”, refere ainda o diploma.

Esta medida, aprovada pelo Ministério da Saúde, é excecional e vigora durante seis meses, sendo justificada com o atual contexto da pandemia.

Na Alemanha, onde medida idêntica foi adotada e os testes começaram a ser vendidos no início deste mês, os dispositivos esgotaram em poucas horas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Ivo Pestana
    12 mar, 2021 Funchal 14:58
    E qual a fiabilidade? Porque razão muitos países só acreditam no pcr? Eu dispenso, obrigado.

Destaques V+