Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Coronavírus

Covid-19. Colégios privados reclamam testagem e há municípios prontos para ajudar

09 mar, 2021 - 23:48 • Hugo Monteiro

Associação de Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo pediu uma clarificação do Governo sobre testes rápidos à Covid-19 para os alunos do ensino privado, alertando para o que considera ser uma "inaceitável discriminação".

A+ / A-

Veja também:


Há autarquias disponíveis para ajudar os colégios privados a testarem a comunidade escolar.

É o que revela à Renascença o diretor executivo da Associação de Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo.

Em causa está a ausência de resposta, por parte do Executivo, se estes estabelecimentos de ensino vão ou não estar incluídos na prometida testagem em massa.

Rodrigo Queiroz e Melo admite que há conversações com o Governo, mas ainda não há uma posição clara sobre o que vai acontecer.

“Continuamos a insistir que testar massivamente alguns grupos que vão desconfinando, significa testar massivamente os grupos. Por isso, têm de ser incluídos, também, alunos do ensino particular e cooperativo”, reclama.

Para a associação que representa os colégios particulares poderá estar em causa uma “inaceitável discriminação” entre alunos do privado e de público: “não nos parece, a nenhum título, razoável que haja uma discriminação” e “não está, apenas, em causa a situação do ensino particular e cooperativo... está em causa a saúde de todos.

Queiroz e Melo saúda, contudo, a “preocupação muito grande de algumas autarquias com a situação no seu concelho” e pede aos municípios “que exerçam as suas magistraturas de influência junto do Governo”.

“Não podemos hesitar muito mais”, remata.

Rodrigo Queiroz e Melo não revela quais as autarquias que já mostraram disponibilidade para ajudar no processo para testar alunos, professores e auxiliares das escolas privadas, mas garante que “já há toda uma operação logística envolvida que tem de ser preparada e programada localmente”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+