Tempo
|
A+ / A-

Amarante: GNR detém homem suspeito de agredir os pais

05 mar, 2021 - 16:34 • Lusa

Autoridades detiveram o homem por alegada violência doméstica. Indivíduo de 40 anos voltou a viver com os pais depois do fim de uma relação.

A+ / A-

A GNR, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) de Penafiel, deteve em Amarante um homem de 40 anos, por violência doméstica, tendo como vítimas os seus pais, informou esta sexta-feira aquela força.

Após ser ouvido em tribunal na quinta-feira, o arguido vai aguardar julgamento controlado por pulseira eletrónica e impedido de se aproximar das vítimas.

Os militares da Guarda apuraram que "o suspeito, após o fim do relacionamento com a sua ex-companheira, passou a residir com os seus pais, de 60 e 65 anos, há cerca de um ano, responsabilizando os mesmos pelo fim do seu relacionamento".

Segundo a GNR, o agressor chegou a ameaçá-los de morte quando recusavam a entrega do dinheiro, "causando-lhes medo e receio".

"Não obstante as ameaças de morte", prossegue a autoridade, "o agressor causava danos patrimoniais, partindo diversos objetos, chegando a arremessar copos contra a sua mãe, tendo-lhe causado uma fratura no pé direito".

Em duas ocasiões, atingiu a cabeça do seu pai com pedaços de madeira, causando-lhe ferimentos, tendo ambos recebido tratamentos numa unidade hospitalar, acrescenta-se no comunicado.

As autoridades judiciais determinaram, também, ao arguido a "obrigatoriedade de frequentar um tratamento para as adições de que padece".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+