Tempo
|
A+ / A-

Covid-19. Governo dos Açores mantém cerca sanitária em Rabo de Peixe

04 mar, 2021 - 17:07 • Lusa

Vila encontra-se sujeita a cerca sanitária desde 15 de janeiro, embora o perímetro já tenha sido reduzido duas vezes.

A+ / A-

Veja também:


O Governo dos Açores decidiu manter a cerca sanitária existente na vila de Rabo de Peixe, no concelho da Ribeira Grande, em São Miguel, devido à pandemia de covid-19, ressalvando que poderá ser levantada “a qualquer momento”.

“Quanto em concreto à vila de Rabo de Peixe, mantém-se a cerca sanitária circunscrita em vigor. Os números dos casos positivos nos últimos sete dias assim o obrigam”, avançou, esta quinta-feira, o secretário regional da Saúde e Desporto, Clélio Meneses, numa conferência de imprensa, em Angra do Heroísmo.

A vila de Rabo de Peixe está desde 15 de janeiro sujeita a cerca sanitária, embora o perímetro já tenha sido reduzido por duas vezes, situando-se agora no “território a norte da Rua da Praça e na Rua da Nossa Senhora de Fátima, incluindo o bairro situado nas ruas Francisco Andrade e Afonso Maria Tavares”.

A localidade tem atualmente 53 casos positivos ativos de infeção pelo novo coronavírus que provoca a doença covid-19, tendo sido detetados 48 novos casos desde 26 de fevereiro.

“Os critérios são fundamentalmente a avaliação da transmissão comunitária, o índice de transmissibilidade e sobretudo o número de casos novos nos últimos sete dias. Tendo em conta esta avaliação não podia deixar de se tomar a medida de manutenção da cerca sanitária circunscrita na vila de Rabo de Peixe”, justificou Clélio Meneses.

As medidas de contenção da pandemia, anunciadas hoje pelo Governo Regional, com aplicação a partir das 00:00 de sábado, prolongam-se por uma semana, mas no caso da cerca de Rabo de Peixe a alteração poderá ocorrer mais cedo.

“A Autoridade de Saúde Regional a qualquer altura pode determinar a alteração ou levantamento da cerca. A existir uma evolução positiva dos casos na vila de Rabo de Peixe, será óbvia, necessária e urgentemente levantada a cerca”, frisou Clélio Meneses.

Depois de um rastreio realizado aos alunos residentes na vila de Rabo de Peixe, em que foram detetados 21 novos casos positivos, o executivo açoriano decidiu manter os alunos residentes no perímetro da cerca em ensino à distância.

As escolas localizadas em Rabo Peixe também vão continuar a funcionar apenas no regime de ensino à distância, mas os alunos da vila que residam fora da cerca e frequentem outras escolas podem fazê-lo presencialmente.

O Governo Regional decidiu, no entanto, criar equipas de apoio educativo para acompanhar estes alunos “de uma forma faseada, com horários faseados e de forma a garantir o distanciamento”, no centro de atividades ocupacionais existente no perímetro da cerca e nas escolas de Rabo de Peixe.

Os Açores têm atualmente 79 casos positivos ativos de infeção pelo novo coronavírus que provoca a doença covid-19, dos quais 67 em São Miguel, nove no Pico e três na Terceira.

No total, já foram registados na região 3.907 casos positivos, tendo ocorrido 3.693 recuperações e 29 óbitos. Saíram da região sem estarem curadas 67 pessoas e 39 apresentaram comprovativo de infeção anterior.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+