Tempo
|
A+ / A-

Covid-19

Évora. PSP acaba com festa ilegal com cerca de 25 pessoas

27 fev, 2021 - 12:37 • Lusa

Da ação da PSP resultou a autuação de 10 pessoas por "incumprimento do dever geral de recolhimento domiciliário", tratando-se dos adultos responsáveis em termos contraordenacionais. Restantes pessoas eram crianças e adolescentes.

A+ / A-

Veja também:


A PSP acabou com uma festa ilegal com cerca de 25 pessoas que ocorreu na sexta-feira na cidade de Évora, por incumprimento das medidas impostas devido à pandemia de Covid-19, revelou aquela força de segurança, este sábado.

O Comando Distrital de Évora da PSP, em comunicado, indicou que na sexta-feira, cerca das 19h45, a polícia deslocou-se a uma residência em Évora, por "haver suspeita da realização de uma festa ilegal com várias pessoas no seu interior".

"Ao chegar ao local foi possível apurar que de facto aí estava a acontecer uma festa de aniversário com cerca 25 pessoas", refere o comunicado.

Segundo a polícia, após ter sido ordenado o encerramento da festa e os participantes terem saído para o exterior, aqueles que não eram moradores foram identificados e abandonaram o local, tendo sido informados que "a sua conduta não era permitida face ao estado de emergência em vigor".

Da ação da PSP, adianta o comunicado, resultou a autuação de 10 pessoas por "incumprimento do dever geral de recolhimento domiciliário", tratando-se dos adultos responsáveis em termos contraordenacionais, sendo que as restantes pessoas eram crianças e adolescentes.

A pandemia de Covid-19 provocou, pelo menos, 2.508.786 mortos no mundo, resultantes de mais de 112,9 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.243 pessoas dos 802.773 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • FIlipe
    27 fev, 2021 évora 16:27
    Nem no tempo da PIDE/DGS haviam atitudes destas , só são equiparadas com as tropas SS de Hitler na perseguição aos Judeus . Não consigo perceber como os fascistas em Portugal do Nacional Socialismo conseguem enganar as pessoas nas urnas . Hoje em Portugal vive-se tal e qual como na Segunda Guerra Mundial viviam os oprimidos por Hitler e Estaline .

Destaques V+