Tempo
|
A+ / A-

Covid-19

​Prisões realizaram 19 mil testes Covid e administraram 2.800 vacinas

18 fev, 2021 - 11:50 • Liliana Monteiro

Direção-Geral de Reinserção Social e Serviços Prisionais garante que estão a ser seguidas todas as recomendações da DGS e que a vacinação e testagem estão em curso. Presos inimputáveis foram considerados prioritários.

A+ / A-

Veja também:


Até 10 de fevereiro os estabelecimentos prisionais e centros educativos administraram 2.800 vacinas contra a Covid-19. A informação é avançada à Renascença pela Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP).

"Neste contexto foram já vacinados todos os profissionais que trabalham na área da saúde e que a tal acederam, estando diariamente a proceder-se à vacinação dos guardas prisionais e demais trabalhadores dos diversos estabelecimentos prisionais", esclarece a DGRSP.

O plano visa prevenir que as pessoas que diariamente têm de entrar e sair dos estabelecimentos prisionais e lidar com a população reclusa possam ser veículos de transmissão do vírus a quem está privado da liberdade.

Quanto à vacinação de reclusos, "atendendo à especial vulnerabilidade dos reclusos inimputáveis internados nas unidades de saúde prisionais e, nalguns casos, a dificuldade de fazer compreender as intervenções terapêuticas e as medidas comportamentais preventivas contra a Covid-19, informa-se que já foram vacinados, seguindo critérios clínicos, os reclusos/doentes particularmente vulneráveis (inimputáveis) que se encontram internados no Hospital Prisional de São João de Deus e na Clínica de Psiquiatria e Saúde Mental do Estabelecimento Prisional de Santa Cruz do Bispo (masculino)", acrescenta a DGRSP.

As recomendações da DGS para a testagem, diz a Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais, têm sido também uma aposta, "já se realizaram cerca de 19 mil testes (rápidos e PCR) para diagnóstico da Covid-19".

No final de janeiro havia 99 casos ativos num universo total de 11.234 reclusos. Já nos Centros Educativos existiam cinco casos positivos, enquanto que eram 86 os casos ativos entre Trabalhadores do quadro da DGRSP.

Em Portugal, morreram 15.649 pessoas dos 790.885 casos de infeção confirmados, de acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde.

A pandemia de Covid-19 provocou, pelo menos, 2.419.730 mortos no mundo, resultantes de mais de 109,4 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+