Tempo
|
A+ / A-

Vacinação no Porto. "Estou aliviado. Estava ansioso para vir cá"

04 fev, 2021 - 09:44 • Vítor Mesquita (reportagem), com Cristina Nascimento

João Couto, 85 anos, foi o primeiro a ser vacinado no centro de saúde do Porto Oriental.

A+ / A-

Veja também:


Trinta utentes são, esta quinta-feira, vacinados contra a Covid-19 no Porto. O Agrupamento de Centros de Saúde Porto Oriental começa amanhã a vacinar 120 por dia. O contacto via SMS tem sido complementado com uma chamada telefónica, como forma de garantir e testar todo o processo de comunicação.

O primeiro utente vacinado, no edifício sede do Agrupamento de Centros de Saúde Porto Oriental (ACeS - Porto Oriental), foi, também, o primeiro a chegar. João Couto, de 85 anos veio a pé, por morar perto da Rua Vale Formoso, e estava sereno. Com as portas ainda fechadas, não escondia a enorme expectativa quanto à eficácia da vacina. A "esperança é a última a morrer", sublinha.

Depois de entrar no Centro de Saúde a espera foi curta, pouco depois das 8h30 já estava vacinado. "Correu tudo muito bem. Fiquei muito satisfeito. Estou mais aliviado. Estava ansioso para vir cá", revela.

Para Fernando Sousa Magalhães, de 71 anos, com filhos ainda em idade escolar, o contacto para tomar a vacina foi muito importante.

Recebeu o contacto via SMS, confirmou a presença naquele que considera ser um grande dia. Entre elogios ao Serviço Nacional de Saúde, sublinhou "o alívio" por ter sido vacinado. Tem já marcada a segunda dose para o dia 25 deste mês.


A diretora executiva do Centro de Saúde, Dulce Pinto, revela que a estimativa, quanto aos dois grupos de vacinação, "baseada apenas nos dados que estão no sistema de informação e que por vezes não estão completos, aponta para um número de utentes a vacinar a rondar os 13.600".

Esta quinta-feira, são vacinados 30 utentes, a partir de amanhã, 120 por dia. Foram todos contactados via SMS e depois, para testar a eficácia do sistema, foi realizado um contacto telefónico.

O processo será repetido até garantir que tudo funciona de forma eficaz. A partir daí, "esperamos não ter que fazer estes contactos personalizados porque é muito difícil e envolve muitos recursos".

Dulce Pinto acrescenta que "face a esta pandemia as armas que nós, serviços de saúde, temos ao nosso dispor têm sido muito escassas e de eficácia muito discutível. Aquilo que temos feito há um ano é um esforço para identificar, isolar e tratar, mas isso não nos permite evitar a doença. O que vai evitar a doença é a vacina. É o melhor que podemos oferecer aos nossos concidadãos".

Às 10h00 havia já 12 utentes vacinados. O diretor clínico, Miguel Azevedo, descrevia um ambiente de enorme felicidade e satisfação em todos os intervenientes no processo.

O responsável sublinha que "os profissionais estão altamente motivados, os utentes muito satisfeitos pelo contacto precoce. Vive-se aqui, hoje, uma aura de enorme satisfação de felicidade por disponibilizarmos uma ferramenta de prevenção altamente eficaz aos nossos utentes".

O ACeS Porto Oriental é um dos quatro pontos onde arrancou, esta quinta-feira, a vacinação da região norte do país. Os restantes são Braga, Póvoa/Vila do Conde e Vila Real.


De acordo com informação do Ministério da Saúde, a Norte estão identificados sete locais, designadamente Braga, Marão e Douro Norte, Porto Oriental, Póvoa de Varzim/Vila do Conde, Vila Nova de Gaia, Gondomar e na Unidade Local de Saúde Nordeste. A tutela indicou que nesses sete locais serão administradas perto de 900 vacinas até ao final da semana.

O início da vacinação a Norte é mais um marco nesta fase da vacinação que prevê abranger cerca de 900 mil pessoas (500 mil maiores de 50 com determinadas patologias e 340 mil maiores de 80 anos).

O plano de vacinação contra a Covid-19 começou a 27 de dezembro. Neste momento, continua a ser cumprida a primeira fase do plano, na qual está prevista a vacinação de profissionais de saúde prioritários, utentes e profissionais em lares de idosos e nas unidades de cuidados continuados, funcionários de serviços essenciais (entre os quais os titulares de órgãos de soberania), idosos com mais de 80 anos e maiores de 50 com determinadas patologias associadas.

Esta primeira fase do plano de vacinação vai prolongar-se até abril.

A segunda fase da vacinação está previsto abranger todos os maiores de 65 anos e os maiores de 50 com determinadas patologias (diferentes das abrangidas na primeira fase) e a terceira fase, ainda sem data para começar, vai alargar a vacinação ao resto da população.

Em Portugal, morreram 13.257 pessoas dos 740.944 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+