Tempo
|
A+ / A-

Almada

Hospital Garcia de Orta com pré-triagem de ambulâncias para aliviar pressão

01 fev, 2021 - 07:13 • Redação com Lusa

Hospital conta agora com a colaboração da Proteção civil, do INEM e dos centros de saúde da região.

A+ / A-

Para aliviar a pressão no Hospital Garcia de Orta (HGO), em Almada, começou a funcionar na última noite a pré-triagem de doentes nas ambulâncias.

Tal como aconteceu em Santa Maria, as filas com as viaturas de emergência começaram a crescer nos últimos dias. No domingo chegaram a estar entre 50 a 60 viaturas de emergência à espera.

Aos jornalistas, o diretor clínico Nuno Marques, diz que o hospital conta agora com a colaboração da Proteção civil, do INEM e dos centros de saúde da região.

“A grande dificuldade que temos tido - apesar de todo o investimento feito na criação de enfermarias - é a pressão assistencial, que é muita e rapidamente as vagas ficam preenchidas.”

De acordo com os números fornecidos por Nuno Marques, o HGO contava domingo 245 doentes internados, dos quais 27 em unidades de cuidados intensivos, e permanece no nível III do seu Plano de Contingência, mantendo a sobrelotação do Serviço de Urgência Geral, na vertente da área respiratória.

Por sua vez, o comandante regional da ANEPC, Elísio Oliveira, frisou a pressão atualmente existente sobre esta unidade hospitalar na margem Sul do rio Tejo, sublinhando que o dispositivo instalado é uma forma de garantir que os doentes que chegam às urgências "são avaliados e apenas seguem para a parte hospitalar aqueles que realmente carecem desse tipo de cuidados".

À Proteção Civil cabe aqui um papel de “articulação e coordenação de recursos” no sentido de assegurar a continuidade da capacidade de resposta a qualquer situação de emergência. Na área de pré-triagem estiveram hoje duas equipas constituídas por médico e enfermeiro do INEM, juntando-se a partir de segunda-feira uma terceira equipa proveniente do agrupamento de centros de saúde (ACES) de Almada-Seixal.

Em Portugal, morreram 12.482 pessoas dos 720.516 casos de infeção confirmados, de acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+