Tempo
|
A+ / A-

Portugal sem casos da nova estirpe de Covid-19, diz Marta Temido

21 dez, 2020 - 14:10 • Cristina Nascimento

Ministra da Saúde garante que Portugal começa a vacinação a 27 de dezembro e que profissionais de saúde serão os primeiros a ser inoculados.

A+ / A-

Veja também:


A ministra da Saúde, Marta Temido, diz que não há, até ao momento, casos da nova estirpe de Covid-19 em Portugal.

A governante explicou que têm sido feitos testes ao vírus qur circula e as amostrar recolhidas em novembro não apontam para a existência da mutação do vírus em território nacional.

Após a reunião do Governo para definir o plano de vacinação contra a Covid-19, Marta Temido reforçou que o país está preparado para começar a vacinar a 27 de dezembro e que os profissionais de saúde do Centro Hospitalar Universitário de São João, do Centro Hospitalar Universitário do Porto, do Centro Hospitalar Universitário de Coimbra, do Centro Hospitalar de Lisboa Central e Lisboa Norte.

“Escolhemos estas cinco estruturas porque elas representam o que é a rede de referenciação hospitalar do Serviço Nacional de Saúde, as instituições designadas de fim de linha”, afirmou Marta Temido.

Segundo a ministra, a vacinação continuará na primeira semana de janeiro, apesar de ainda não haver o calendário preciso porque depende da segunda entrega da Pfizer.

Nesse segundo momento haverá um alargamento da vacinação a outros estabelecimentos hospitalares, a outras unidades do Serviço Nacional de Saúde e "prioritariamente às estruturas residenciais para pessoas institucionalizadas", disse Marta Temido.

Covid-19. A nova variante que está a preocupar a Europa
Covid-19. A nova variante que está a preocupar a Europa
Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+