Tempo
|
A+ / A-

Covid-19

Madeira. Albuquerque garante centros comerciais "na ordem"

22 dez, 2020 - 21:01 • Lusa

Em causa está o incumprimento das regras de prevenção da Covid-19 em várias superfícies comerciais. Presidente do Governo Regional garante que está “tudo posto na ordem” e que a fiscalização foi reforçada.

A+ / A-

O presidente do Governo da Madeira declarou esta terça-feira que nos centros comerciais do Funchal, onde houve incumprimento das regras preventivas para a Covid-19, está agora “tudo posto na ordem”, assegurando que será intensificada a fiscalização.

“Nos centros comerciais, disseram-me que, finalmente está tudo posto na ordem”, afirmou Miguel Albuquerque à margem da visita que efetuou hoje à exposição temporária denominada “Natal na Calçada”, no Museu Frederico de Freitas, no Funchal.

Na terça-feira, em videoconferência, o chefe do executivo criticou o incumprimento das regras preventivas constatado nas grandes superfícies do Funchal, com grande aglomerados de pessoas, e ameaçou ordenar a aplicação de multas e o encerramento dos espaços se a situação se continuasse a registar.

Hoje, os comerciantes aplicaram as regras de controle da capacidade dos espaços, medição de temperatura, uso de máscara e higienização, o que, segundo o responsável do executivo insular, “tem de continuar e não pode ser só num dia”.

“As grandes superfícies estão a cumprir aquilo que é a sua obrigação, que é garantir a segurança para os empresários, funcionários das empresas e consumidores”, disse o governante madeirense.

Miguel Albuquerque realçou que as autoridades não vão “abrandar a fiscalização, custe o que custar”, complementando que se vai manter enquanto estiverem em vigor as determinações do Governo Regional.

Sobre o plano de vacinação contra a Covid-19 para a Madeira, que será apresentado na quarta-feira, mencionou que “o número de vacinas é limitado nesta primeira fase”.

“O compromisso é que cheguem na primeira semana de janeiro e temos todo o processo logístico tratado”, referiu, apontando que o equipamento de acondicionamento está montado no hospital do Funchal.

Albuquerque destacou que o plano vai começar com “os grupos prioritários”, nomeadamente os profissionais que “estão na primeira linha” do combate à covid-19 na região.

Questionado sobre as regras para assistir ao espetáculo de fogo da passagem do ano, anunciou que os pormenores serão divulgados “a partir de 28 de dezembro” pelo secretário regional do Turismo.

Miguel Albuquerque ainda aconselhou os residentes na Madeira a visitarem aquele núcleo museológico, que todos os anos o “surpreende”, em “grupos restritos”, considerando que será uma forma de “sentirem o Natal”.

O governante destacou que o museu tem uma “coleção eclética interessante, um conjunto de presépios espalhados pela casa, com peças do século XVIII, além de mesa [de Natal] muito bem apresentada e pode integrado no circuito natal”, concluiu.

De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado na segunda-feira pela Direção Regional de Saúde, a Madeira registava 10 óbitos, 334 casos ativos, dos quais 97 são importados e 237 de transmissão local.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+