Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Incêndios. Dos 12 drones comprados pela Força Aérea só três funcionam

28 set, 2020 - 08:55 • Redação

Ao que tudo indica, tiveram de ser devolvidos devido a problemas nos motores. Um deles caiu já este mês em Alcácer do Sal, quando a hélice se separou do motor.

A+ / A-

Os drones da Força Aérea para vigilância de incêndios continuam a ser notícia. Foram comprados 12 aparelhos por quatro milhões e meio de euros, mas só três estão operacionais.

Ao que conta o jornal "i", tiveram todos de ser devolvidos devido a problemas nos motores. Um deles caiu já este mês em Alcácer do Sal, quando a hélice se separou do motor.

A Força Aérea confirma 31 de agosto para o início das operações e justifica os atrasos justifica com questões técnicas relativas ao equipamento, mas também com o trabalho de coordenação que tem sido desenvolvido com as entidades com quem vai ser partilhado o controlo do sistema: a GNR e a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).

No total, os drones só voaram 250 horas.

O sistema de 12 drones encontra-se em fase de testes e correções, que decorrem no Centro de Formação Militar e Técnica da Força Aérea (CFMTFA), na Ota, nas bases da Lousã, Macedo de Cavaleiros e Foia, a partir das quais vai operar, e ainda em Beja (escolhida como base alternativa), confirmou ao jornal a Força Aérea.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+