Tempo
|
A+ / A-

Festa do Avante em pé ou sentado? Decisão está para breve

24 ago, 2020 - 15:32 • Redação

Direção-Geral da Saúde destaca "a grande responsabilidade da entidade promotora de fazer cumprir e observar em cada momento as regras que forem acordadas".

A+ / A-

Veja também:


As regras para a realização da Festa do Avante, em tempo de pandemia de Covid-19, estão a ser ultimadas e deverão ser conhecidas em breve, disse esta segunda-feira o secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales.

Na conferência de imprensa de balanço da pandemia, o governante e a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, foram questionados se no evento deste ano os visitantes estariam em pé ou haveria lugares sentados, nomeadamente nos concertos agendados e comícios.

A questão não foi esclarecida, mas Lacerda Sales fez um ponto da situação das negociações entre o PCP, que organiza o evento, e as autoridades de saúde.

Os promotores entregaram um plano de contingência e responderam a um conjunto de perguntas, no dia 14 de agosto. A DGS "solicitou algumas informações adicionais e foi "simultaneamente fazendo a análise e a apreciação do processo, sempre podendo haver alguma informação adicional que fosse solicitada", explica o secretário de Estado..

"Neste momento está do lado da DGS. Muito em breve teremos as orientações para a Festa do Avante. A garantia e o pressuposto, como sempre temos dito, é que serão constituídas essas regras e essas directrizes por parte da autoridade nacional garantindo a segurança e com certeza que a entidade promotora vai cumprir essas regras e assegurar a segurança", sublinha Lacerda Sales.

A diretora-geral da Saúde disse que as regras para a Festa do Avante “não estão encerradas" e salientou que este "é um processo de negociação e iremos chegar a um acordo".

"A DGS está a analisar o evento como aquilo que ele é: um evento de massas e para isso há bibliografia e orientações nacionais e internacionais que nos orientam. Dentro da tipologia de um evento de massas, a festa por si só encerra várias atividades que podem ser segmentadas e, dentro de cada segmento, serão observadas as regras da legislação e normas em vigor no país. Está a ser feita análise de pormenor para que o evento possa decorrer com as regras em vigor e que permitam segurança de quem for ao evento."

Graça Freitas destaca o facto de, nas questões dos procedimentos que serão definidos, "há uma grande responsabilidade da entidade promotora de fazer cumprir e observar em cada momento as regras que forem acordadas".

A Festa do Avante está marcada para 4,5 e 6 de Setembro, na Quinta da Atalaia, no Seixal.

Portugal regista mais cinco mortes e 123 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, indica o boletim epidemiológico da Direção Geral da Saúde (DGS).

O número total de vítimas mortais sobe para 1.801 e o de casos confirmados desde a chegada da pandemia ao país aumenta para 55.720.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+