Tempo
|
A+ / A-

Festa do Avante "tem legitimidade para ser realizada", diz Graça Freitas

19 ago, 2020 - 15:01 • Redação

“Os trabalhos de preparação da Festa do Avante são trabalhos de rigor e de minúcia, que implicam ampla conversação”, afirma a diretora-geral da Saúde.

A+ / A-

Veja também:


A Festa do Avante tem toda a "legitimidade" para ser realizada, apesar da pandemia de covid-19, afirma a diretora-geral da Saúde. Graça Freitas diz que as conversações prosseguem com a organização para garantir a segurança.

“Os trabalhos de preparação da Festa do Avante são trabalhos de rigor e de minúcia, que implicam ampla conversação”, disse a responsável pela DGS, em conferência de imprensa realizada esta quarta-feira.

A Direção-Geral da Saúde pediu aos organizadores do tradicional evento do Partido Comunista um conjunto de planos e a descrição de características consideradas “muito importantes”.

“É nessa fase que estamos. Estamos na fase de pedir aos interlocutores pelo lado da organização da Festa do Avante documentos técnicos que nos permitam apreciar com rigor e de forma objetiva como está previsto que o evento decorra”, explica Graça Freitas.

A diretora-geral da Saúde sublinha que isso já foi feito no passado noutras circunstâncias e recorda, por exemplo, “o quão demorado foi chegar a um consenso com a FPF sobre como podiam ser as modalidades desportivas”.

“O que acontece é que quem promove um evento – e este evento tem legitimidade para ser realizado – faz-nos chegar uma série de documentos técnicos, um plano de contingência, um plano de utilização do espaço, um plano de circuitos, uma série de coisas que nós analisamos. E depois aplicam-se àquela circunstância especial os normativos em vigor”, adianta Graça Freitas.

“Estamos nesta fase de trabalho, trabalho, trabalho. Pedimos informação, pronunciamo-nos, pedimos nova informação e voltamo-nos a pronunciar”, conclui a DGS.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Desabafo Assim
    20 ago, 2020 16:07
    Tendo em atenção o seguro de saúde, facultado pelo partido, e a isenção de pagamento, de entrada, a maiores de 65 anos não vejo onde esteja o mal. Se nem uma nem outra condição se verificarem que se reconheça a coragem dos participantes, enquanto cá estão naturalmente. Quem, de pés na terra, pode garantir segurança quando sabemos desde o início que a máscara é um remedeio, não cancelou a grande China a passagem do ano? Muito pior que um festival de verão pois ai era juventude aqui é um festival de verão para lares de terceira idade. Que estão à espera? Como podem dormir tranquilos depois de organizarem semelhante coisa para pessoas a quem dizem ter consideração, que consideram importante, que dizem amar com fraternidade? Que malha fina tem essa peneira.
  • António Candeias
    20 ago, 2020 Leiria 10:55
    Obrigado DGS e Governo, assim já estou mais descansado fiquei a saber que se forem festas legalizadas pela DGS e Governo o Vírus está proibido de entrar para assistir a essas festas, já festas com 200 pessoas ou pouco mais feitas pelos cidadãos comuns o Vírus é livre entrar e de assistir a essas festas.
  • Petervlg
    20 ago, 2020 Trofa 09:11
    Tenham vergonha. Já na antiga URSS, em Chernobyl, tinha explodido o reator e o Partido Comunista realizou na mesma o desfile com milhares de pessoas, por isso meus caros o Partido Comunista, está-se borrifando para o povo, apenas quer o seu dinheiro.
  • ANTONIO FERREIRA
    19 ago, 2020 18:58
    Acho bem. Eu ia lá ficar sem a habitual lavagem. e não faltaria contestação durante os 12 meses seguintes. Agora mil ou cinco mil espectadores num estádio com capacidade para 50 mil ou mais, isso não pois pode haver contágios
  • Americo Anastacio
    19 ago, 2020 Leiria 16:37
    " O que acontece é que quem promove um evento – e este evento tem legitimidade para ser realizado." E o restante dos Portugueses não tem um limite de 200 pessoas para reunirem. Estamos na Coreia do Norte ?
  • BzzzUau
    19 ago, 2020 16:35
    Sim, xô tôra ! Mais esclarecimentos, documentos, respostas, esclarecimentos, documentos, respostas... até setembro ! Porque vai haver Avante, está mais que visto desde há algum tempo. Pena não haver outros espectaculos, preferencialmente fora da politica e da politiquice. Estamos num país a 2 vozes, 2 velocidades, 2 regimes. Usando um slogan antigo, ''assim se vê a força do pê cê' !

Destaques V+