Tempo
|
A+ / A-

Covid-19: Dexametasona “está disponível” em Portugal e médicos podem utilizar

17 jun, 2020 - 13:49 • Cristina Nascimento

Presidente do Infarmed comenta o estudo de Oxford que conclui que o uso desta droga tem tido bons resultados nos casos mais graves de Covid-19.

A+ / A-

Veja também:


O presidente do Infarmed, Rui Santos Ivo, garante que Portugal tem dexametasona disponível e que, caso os médicos entendam, pode ser usada no tratamento da Covid-19.

O esclarecimento foi feito na conferência de imprensa da Direção-Geral da Saúde para acompanhar a evolução da pandemia em Portugal.

"Estamos a falar de falar de medicamento de utilização comum, nomeadamente pelas suas características anti-inflamatórias", disse Rui Santos Ivo, lembrando, no entanto, que "não é um anti retroviral".

Ivo Santos disse ainda que "nos primeiros quatro meses foram utilizadas cerca de 200 mil unidades".

O presidente do Infarmed comenta assim o estudo da Universidade de Oxford que concluiu que o uso desta droga tem tido bons resultados nos casos mais graves de Covid-19.

O secretário de Estado da Saúde, Lacerda Sales, também falou sobre este estudo, garantindo que acompanham os resultados "com entusiasmo, mas também com cautela".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • me
    17 jun, 2020 17:39
    A Dexa existe em Portugal há mais de 50 anos. Nenhum médico é impedido de a usar. Se a usar mal, estupidamente, o problema é de quem o deixa andar à solta. A gente do Infarmed não é competente para as funções esperadas.
  • me
    17 jun, 2020 17:34
    A notícia não deveria ser publicada em lado algum. «Médico» que aprenda na internet nunca será médico. A Dexa só é útil nos casos muito graves que estarão internados em UTIs. Só serve para reduzir a grave reacção inflamatória que leva a pessoa a uma UTI. Nunca será para tomar em ambulatório. Ou a pedido...
  • Filipe
    17 jun, 2020 évora 14:20
    Mais um remendo demente ... por enquanto andam a apanhar moscas com vinagre , ainda nada em concreto e já existe outra espécie de vírus manipulado injetado em animais em Pequim . O terrorismo ganhou outra dimensão .

Destaques V+