Tempo
|
A+ / A-

Pandemia de Covid-19

Estado de emergência. Mais GNR e PSP nas ruas durante as próximas duas semanas

03 abr, 2020 - 00:51 • Lusa

Forças de segurança emitiram comunicado conjunto a anunciar reforço do patrulhamento, ações de sensibilização e fiscalização em todo o país.

A+ / A-

Veja também:


A GNR e a PSP realizam entre sexta-feira e a próxima quarta-feira operações de intensificação do patrulhamento, ações de sensibilização e fiscalização em todo o país, para garantir o cumprimento das normas do estado de emergência.

Em comunicado conjunto divulgado esta quinta-feira à noite, as duas forças de segurança referem que estas operações serão efetuadas em estreita articulação, cooperação e colaboração.

O objetivo é apoiar a população, além de garantir o cumprimento das normas do estado de emergência, que foi prolongado, o qual introduz novas medidas que coincidem com o período da Páscoa.

A PSP e a GNR anunciam que divulgar as principais medidas e os conselhos de segurança na sexta-feira, em conferência de imprensa conjunta no Ministério da Administração Interna (MAI), em Lisboa.

Esta informação da GNR e PSP surge no dia em que o Presidente da República decretou a renovação do estado de emergência em Portugal, por novo período de 15 dias, até 17 de abril, para permitir medidas de contenção da pandemia de covid-19.

Surge também no dia em que o primeiro-ministro, António Costa, anunciou que Portugal vai encerrar ao tráfego de passageiros todos os aeroportos no período da Páscoa e em que o decreto-lei que regulamenta a prorrogação do estado de emergência proíbe deslocações para fora do concelho de residência no período da Páscoa, entre 09 e 13 de abril.

Além da medida de confinamento dos cidadãos aos seus concelhos de residência, o Governo vai também limitar a duas pessoas a capacidade de transporte em veículos ligeiros para cinco lugares, exceção feita a familiares diretos.

Um veículo com nove lugares, por exemplo, só poderá transportar três pessoas.

Esta medida vai vigorar durante o período de renovação do estado de emergência, ou seja, 15 dias", adiantou à agência Lusa fonte do executivo.

Segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 209 mortes, mais 22 do que na quarta-feira (+11,8%), e 9.034 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 783 em relação a terça-feira (+9,5%).

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março, tendo a Assembleia da República aprovado hoje o seu prolongamento até ao final do dia 17 de abril.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+