Tempo
|
A+ / A-

Portugal em estado de alerta. Estradas vazias em Lisboa e no Porto por causa da Covid-19

16 mar, 2020 - 13:15 • Joana Gonçalves , Rodrigo Machado

Esta segunda-feira marca o primeiro dia útil do estado de alerta decretado pelo Governo na sexta-feira. Todas as escolas básicas e secundárias do país estão encerradas e inúmeros trabalhadores dos setores público e privado estão a trabalhar a partir de casa, como medida preventiva face à pandemia do novo coronavírus.

A+ / A-

Depois do apelo da Direcção-Geral de Saúde (DGS) e do Governo, para que fossem adotadas medidas de isolamento social, Lisboa e Porto acordaram esta segunda-feira de manhã com as estradas quase vazias e os principais acessos ao centro das cidades bem mais calmos do que o habitual.

Imagens captadas em tempo real no Google Maps mostram um decréscimo acentuado no trânsito entre as 8h30 e as 9h30 desta segunda-feira, em comparação com o mesmo período da semana passada.

A diferença é notável através da mancha gráfica do mapa, que na última segunda-feira, dia 9 de março, apresentava os principais acessos a vermelho, uma indicação de trânsito lento, e que hoje à mesma hora revelava quase todas as vias a verde, sem tráfego.

A cidade do Porto é aquela onde o contraste é mais visível.

O Governo decretou a suspensão de todas as atividades escolares presenciais a partir desta segunda-feira e pelo período de duas semanas. Também as visitas a lares devem ser limitadas e todos os trabalhadores, à exceção dos serviços essenciais, podem optar pelo regime de teletrabalho sem que seja necessário o acordo do empregador.

Discotecas e similares devem permanecer encerradas. Desde o passado sábado e até dia 9 de abril, todos os bares são obrigados a fechar portas às 21h.

E eventos? Só com menos de 100 pessoas, sendo que o consumo de álcool na rua foi proibido. Estão, ainda, suspensas todas as aulas e exames de condução. Visitas a estabelecimentos prisionais e hospitais também passam a apresentar restrições. Se os seus documentos de identificação estão prestes a caducar, tenha calma: o prazo de renovação foi alargado até 30 de junho.

Estas são algumas das medidas excecionais adotadas para tentar travar a pandemia do novo coronavírus -- medidas essas que explicam o súbito decréscimo no movimento rodoviário em Lisboa e no Porto.

O país está em estado de alerta, com os meios de proteção civil e as forças e serviços de segurança em prontidão. No domingo, Presidente da República anunciou uma reunião do Conselho de Estado para "analisar a situação". A reunião, por vídeoconferência, terá lugar na quarta-feira, altura em que o chefe de Estado deverá declarar o estado de emergência.

Tem dúvidas sobre o coronavírus? Deixe-nos as suas perguntas aqui e os especialistas de saúde pública respondem em antena e no digital da Renascença.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+