Tempo
|
A+ / A-

“Há mão criminosa em muitos incêndios neste país”, diz secretário de Estado

16 ago, 2017 - 07:05

“Não é só a meteorologia”, diz Jorge Gomes sobre a quantidade de incêndios a lavrar no país e que já consumiram mais de 165 mil hectares.

A+ / A-

O secretário de Estado da Administração Interna está convicto de que a maior parte dos incêndios que começam em Portugal são desencadeados por mão criminosa.

“Não é só a meteorologia. A meteorologia pode criar condições para o incêndio se desenvolver mais rapidamente, mas é preciso sempre um factor que crie a primeira ignição”, começa por dizer em declarações à SIC.

Como exemplo, Jorge Gomes dá o incêndio em Castelo Branco. “houve mais de 20 tentativas até que o incêndio se iniciou de facto”.

“Essas 20 e tal tentativas conseguiram ser resolvidas de imediato. Mas nós também não temos meios para andar a apagar assim tanto incêndio ao mesmo tempo”, acrescentou.

Enquanto falava à televisão, notou ainda, “já se iniciaram dois incêndios. Isto não é normal, não é natural. A esta hora, iniciarem-se incêndios, é qualquer coisa que está a correr menos bem e, na minha opinião, são mãos criminosas”, sustentou.

O secretário de Estado esteve na última noite, no Fundão, concelho onde desde domingo lavra um incêndio de grande dimensão, que tem dizimado Serra da Gardunha (Castelo Branco).

Face à violência das chamas, a Câmara Municipal de Castelo Branco decidiu activar o plano municipal de emergência.

Esta quarta-feira de manhã, são seis os grandes incêndios activos no país. Estão a ser combatidos por 1.660 operacionais, apoiados por 472 veículos. Três destas ocorrências são em Castelo Branco.

No concelho de Mação (distrito de Santarém), foram retiradas de casa, durante a madrugada e por precaução, cerca de 20 pessoas, que estão a receber apoio psicológico.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Maria
    16 ago, 2017 Porto 21:32
    Não me diga! E eu que já tinha pensado nesta hipótese há tanto tempo....
  • Elvis
    16 ago, 2017 Porto 18:21
    A SÉRIO?????????????????? Eu até digo mais "Há mão criminosa a atear os incêndios e há muitas mãos criminosas a apaga-los!"
  • DR XICO
    16 ago, 2017 LISBOA 15:20
    Esta INDUSTRIA dos fogos faz-me lembrar os roubos dos MB com recurso a gás. Até parece que estão mesmo a pedir para rebentarem as maquinas MB já que a tal tinta anti-roubo nunca lá está para inutilizar as notas. PORQUE SERÁ fica mais barato meter uma maquina nova e mandar arranjar um prédio todo rebentado.
  • CAMINHANTE
    16 ago, 2017 LISBOA 15:07
    Este senhor Secretário de Estado descobriu a pólvora. Parabéns. Mas, e agora? ( subscrevo o que escreveu "LUIS". )
  • Pedro
    16 ago, 2017 Loulé 14:31
    Mentiras inventadas por fascistas! A origem dos incêndios está no clima e nas matas sujas que quando em contacto com as trovoadas secas resulta no que sabemos.
  • Manuel Patricio
    16 ago, 2017 Vila do Conde 14:17
    Quando Costa falar de incêndios vai dizer o que o Sec.Estado disse, mas vai dizer mais alguma coisa,duas talvez.Que o culpado e Passos Coelho e que talvez seja ele que pela calada da noite anda a atear fogos pela floresta.Vamos ver os escrivas de serviço em Lisboa a fazer os seus comentários à lá mode Maduro.Há sempre um culpado menos o governo. E já agora em jeito de recado ao PS esquerdista,PCP e Bloco revejam a reportagem que ontem deu pelas 23 horas na TV 3 e vejam como o socialismo da Venezuela é um exemplo.Para aqueles que admiram tal politica e políticos eu pago algum para comprarem vosso bilhete de ida, mas não voltem.Com certeza vão se dar lá muito bem.Boa viagem e rápida.
  • Luis
    16 ago, 2017 Lisboa 13:19
    Há já quem diga em voz alta que estamos perante organizações "terroristas". E quem o diz são pessoas responsáveis que o dizem em publico. Centenas de incêndios diários? Muitos a serem deflagrados a altas horas da noite em locais contrários e afastados de outros incêndios que estão a ser combatidos há muitas horas? Milhares de incêndios por semana? O País todo a arder de uma ponta a outra? Quem está a pôr o País totalmente a arder? Quem são os mandantes? Será o tão desejado diabo transvestido de incendiário? Que fazem as nossas policias de investigação? Só apanham tolinhos e bêbados? Já começa a haver um grande alarme publico pois há muito que começa a haver na opinião publica a ideia de se estar perante um plano concebido para pôr o País a arder para defesa de interesses obscuros. Porque estão todos tão calados?
  • mendes
    16 ago, 2017 braga 13:15
    se os bombeiros ganham a hora se os avioes de combate ganham a hora se toda a industria ligada aos fogos como por exemplo aqueles que vendem materiais e carros se os politicos ganham fama e protagonismo se a comunicacao tem assuntos para grandes reportagens se os incendiarios de certeza que sao pagos por alguem e nao sao enforcados o que esperamos um 1 ministro que acusa os outros de aproveitamento politico mas ele vai la armado em santinho para ganhar votos --meu pobre pais que desde 1974 que sofres de uma doenca incoravel da qual nao curaras tao cedo porque estas a caminho de uma doenca incuravel que e a ditadura
  • Antonio Pereira
    16 ago, 2017 Pedrógão Grande 12:36
    Se há muitos incendiários, qual a motivação que está por trás? quem paga por esse serviço criminoso? o que é feito a esses incendiários e aos seus mandantes? Desculpem, mas quanto a mim há muita incompetência das autoridades e dos políticos! Já é tempo de deixarem de se desculparem com os incendiários, com os eucaliptos, com a limpeza (desertificação populacional), com a seca... cacem os mandantes e metam-nos dentro por muito tempo e retirem-lhes todos os bens que possuam. Já agora criem bombeiros profissionais, um corpo de guardas florestais, coloquem a força aérea a combater os fogos (em vez dos privados) e deixem-se de tretas! Acabem com os interesses!!!
  • Eborense
    16 ago, 2017 Évora 12:20
    Ainda bem que este Secretário de Estado existe, para descobrir a pólvora, mas quem devia ter feito esta descoberta, era a Sr.(a) Ministra chorica. Aquela que não tem culpa nenhuma do que está a acontecer.

Destaques V+