Tempo
|
A+ / A-

PISA. ​Passos reclama méritos dos indicadores positivos na educação

06 dez, 2016 - 15:36

Líder do PSD pede ao ministro que reflicta sobre “resultados muitíssimos bons” dos testes PISA. E mostra-se preocupado porque a receita do sucesso está a ser “desfeita”.

A+ / A-

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, pediu esta terça-feira ao ministro da Educação que reflicta sobre os "resultados muitíssimo bons" revelados pelos testes PISA e que repense decisões que desfizeram ou reverteram políticas que permitiram este desempenho.

À entrada para os Debates Francisco Sá Carneiro, em Lisboa, Pedro Passos Coelho foi questionado pelos jornalistas sobre os resultados divulgados esta terça-feira que dão conta que Portugal conseguiu pela primeira vez resultados "significativamente superiores" à média da OCDE nos testes PISA de literacia, ciências e leitura.

"Espero que o senhor ministro da Educação reflicta sobre estes resultados e repense algumas das decisões que já tomou porque os resultados que hoje conhecemos são de facto bastante bons e eu espero que pudessem continuar para futuro", apelou, considerando que estes resultados são "muitíssimo bons".

Na opinião do ex-primeiro-ministro, este relatório, que no essencial é relativo aos anos de 2012 a 2015, "vem mostrar que quando as políticas estão a apontar no sítio certo, quando se estabelecem metas curriculares mais claras e que possam ser atingíveis, quando se elava o grau de exigência no próprio ensino – seja na formação, seja na avaliação –, que isso acaba por ser positivo".

"A única coisa que me preocupa é que uma parte das políticas que permitiram estes resultados estejam a ser ou desfeitas ou revertidas", lamentou, defendendo que "quando as políticas produzem bons resultados é porque devem ser boas e não devem ser revertidas".

Segundo Passos Coelho, "a própria OCDE reconhece que Portugal foi um dos países que mais progrediu desde que este trabalho foi iniciado, em 2000, e em especial neste período de análise, ente 2012 e 2015, quer na área da leitura, quer na área da matemática, quer na área das ciências", considerando que "a progressão do país foi extraordinária".

"Nós melhorámos significativamente em todos estes indicadores e isso deixa-me muito satisfeito e acho que deixará com certeza o atual Governo, bem como todos os portugueses bastante satisfeitos.

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, mostrou-se satisfeito com os resultados positivos de Portugal nos testes PISA em ciências, leitura e matemática, mas considerou que o país tem de melhorar nos níveis de retenção escolar.

O comissário europeu da Educação também destacou, em Bruxelas, o desempenho de Portugal nos testes PISA, apontando que se trata do único país da União Europeia que tem melhorado sempre desde 2000.

O PISA, na sigla em inglês, é um Programa Internacional de Avaliação de Alunos, em que Portugal participa desde 2000 e que se dirige aos alunos de 15 anos, entre o 7.º e o 12.º ano.

O principal domínio avaliado nesta edição foi a literacia científica e foi aquele em que Portugal mais se destacou, ao obter uma classificação de 501 pontos (459 pontos na edição do ano 2000, 468 em 2003 e 474 pontos em 2006).

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Barbeiro
    07 dez, 2016 Braga 10:45
    Comentários aqui apresentados; a todas as noticias politicas, sobre a atualidade , São sem fundamento,sem opinião alguma, só de bota abaixo o seu opositor politico. São de um sector de Portugueses que vêem a Politica, e os Políticos, como se fossem uma equipa de futebol ou de qualquer outra modalidade desportiva. Não importa quem está, ou esteve, a governar os destinos da Nação, se bem ou mal. O que se consegue ler nos comentários é, acusar e chamar de nomes sem fundamento algum. Não se preocupam como estamos, o importante é que o seu Partido esteja no comando da Nação. Isso Sim, é triste, ver estes comentários. E é por isso que os Políticos estão sempre a mandar farpas, mais parece vender banha da cobra.E a comunicação social transmite essas farpas e acusações politicas para adoçar a palhaçada dos vendedores da banha de cobra. (O Barbeiro disse)
  • Luis
    06 dez, 2016 LIsboa 17:31
    Coitado, o triste ainda está convencido que alguém o ouve. Não há uma alma caridosa que lhe diga que ele já não passa de um autêntico emplastro fora de prazo e impróprio para consumo. Até no PSD já toda a malta se quer ver livre do Emplastro de Massa Má.

Destaques V+