Siga-nos no Whatsapp
A+ / A-

Nota de abertura

É necessário votar

06 jun, 2024 - 07:00

A destruição da construção europeia teria um preço elevado na vida dos europeus e também na vida dos portugueses.

A+ / A-

As eleições europeias de domingo são, provavelmente, as mais importantes da história da União Europeia.

Enquanto 500 milhões de europeus vão às urnas, a guerra na Ucrânia ameaça como nunca a paz na Europa. Os milhares de mortos neste conflito recordam-nos as tragédias que assolam muitas zonas do mundo e que flagelaram a Europa, por duas vezes, no século XX.

A União Europeia nasceu para promover a paz, preservar as pessoas e desenvolver os países. E fê-lo, pela mãos dos seus fundadores, a partir das raízes judaico-cristãs.

Uma implosão da Europa - seja pelas ameaças externas, seja pelo sucesso eleitoral de quem a pretende destruir por dentro - lançaria as próximas gerações no caos.

Significa que a Europa, tal como está, é perfeita? Longe disso. Há mesmo princípios e valores que fundaram a Europa e que são atualmente ameaçados por politicas que desvirtuam a cultura e a história onde nos fomos construindo. A título de exemplo refira-se a inclusão do aborto, como um pretenso direito europeu, ignorando a proteção do direito à vida dos mais frágeis de todos - as crianças.

Porém, a destruição da construção europeia teria um preço elevado na vida dos europeus e também na vida dos portugueses.

Por isso é necessário votar. E votar de modo esclarecido. Sem medo, mas sabendo que nestas eleições europeias se jogam a paz e a liberdade, do chamado "velho continente".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+