A+ / A-

Zelensky conta com Portugal no processo de reconstrução da Ucrânia

28 mai, 2024 - 18:43 • Daniela Espírito Santo

Presidente ucraniano veio a Portugal agradecer o apoio e falar de futuro.

A+ / A-

Nas suas primeiras declarações públicas no país, Zelensky aproveitou a "oportunidade para agradecer a todos pelo apoio à Ucrânia".

"Os ucranianos sentem-se muito respeitados pelos portugueses", assegura. "Os nossos povos já estão juntos e haverá maior colaboração quando a Ucrânia conseguir a sua independência", acrescenta Zelensky, que admite que Portugal poderá ser um "dos melhores parceiros no processo de reconstrução da Ucrânia".

"Sinto no coração que os portugueses acreditam no futuro da Ucrânia", assevera.

Depois de se reunir com Luís Montenegro e assinar um acordo de cooperação e segurança entre os dois países, Zelensky assegura que as conversações foram no sentido de estabelecer "uma parceria de desenvolvimento para os dois países".

"Falamos muito da defesa contra o terrorismo russo, porque consideramos que a Rússia está a tentar destruir a ordem jurídica do mundo".

Este esforço tem de envolver toda a Europa. "Se não defendermos as nossas vidas agora do terror da Rússia, no futuro não conseguiremos manter a Europa em segurança", diz.

Durante o discurso, também agradeceu a presença de diplomatas portugueses na "cimeira da paz" e terminou agradecendo o carinho dos portugueses, que conseguiram "que os refugiados ucranianos se sentissem em casa" em Portugal.

"Acordos assinados nos últimos dias foram muito importantes"

Em resposta aos jornalistas, Zelensky garantiu que "os acordos assinados nos últimos dias foram muito importantes" mas que, mais importante, precisam de ajuda agora. "Precisamos de apoio aéreo", ressalva.

"A espera pelo apoio é como estar no deserto sem água. Esperamos e nunca mais vem. Enquanto isso, temos mísseis a sobrevoar os nossos céus todos os dias", lamenta.

No entanto, o futuro passa por uma "renovação" que será paga "com os ativos congelados da Rússia". Pelo caminho, deixou detalhes do que será preciso fazer no futuro para que o país possa contribuir para a economia mundial. O presente é importante, mas também é importante pensar no futuro.

"É uma parceria estratégica de dez anos", relembra. "Temos um país minado. Teremos de ter uma conversa futura sobre desminação para que possamos ter uma agricultura sem que os nossos trabalhadores do campo percam a vida", salientou. Quanto a Portugal, Zelensky acredita que o país já os ajuda imenso, mas será "muito importante na reconstrução". "E será uma oportunidade de negócio para vocês", assegura.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+