Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Israel intensifica ataques em Gaza e faz mais 700 mortos

03 dez, 2023 - 13:05 • João Carlos Malta

Blocos residenciais e bairros do campo de refugiados de Jabalia foram alvo de ataques do exército israelita. As IDF relataram no domingo que desde o início da operação militar terrestre no norte da Faixa de Gaza, pelo menos 800 poços de túneis do Hamas foram localizados

A+ / A-

Israel intensificou os ataques à Faixa de Gaza após o fim da trégua de uma semana na sexta-feira. Segundo fontes locais adiantaram à Al Jazeera, 700 palestinos foram mortos em ataques israelitas durante as últimas 24 horas.

Os ataques ocorreram sobretudo em bairros residenciais e no campo de refugiados de Jabalia, no norte do território.

Várias casas foram atacadas ao mesmo tempo, deixando dezenas de pessoas mortas e outras soterradas sob os escombros. O número de vítimas mortais está a aumentar rapidamente porque estas são áreas densamente povoadas.

Entretanto, a norte, soldados de Israel foram feridos por disparos antitanque perto de Beit Hillel, uma pequena comunidade no norte do país.

No sul de Israel, dois foguetes atingiram uma área residencial na cidade de Sderot. Um deles atingiu um prédio e o outro atingiu um passeio. Segundo o município de Sderot, houve bens danificados, mas não houve vítimas.
As IDF relataram no domingo que desde o início da operação militar terrestre no norte da Faixa de Gaza, pelo menos 800 poços de túneis do Hamas foram localizados, dos quais cerca de 500 foram destruídos.
Em algumas zonas, afirma o comunicado, os poços foram encontrados próximos ou dentro de escolas, jardins de infância, mesquitas e parques infantis.
“Essas descobertas servem como mais uma prova do uso cínico de civis pelo Hamas como escudo humano e como cobertura para a atividade terrorista da organização”, disse o comunicado.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+