Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Comissão Europeia

Ursula von der Leyen apela a acordo sobre pacto migratório

28 set, 2023 - 12:01 • Lusa

Novo Pacto sobre Migração e Asilo apresentado em 2020 visa criar um processo de migração e asilo mais justo, mais eficiente e mais sustentável para a UE, diz Comissão Europeia.

A+ / A-

A presidente da Comissão Europeia apelou esta quinta-feira aos ministros do Interior da União Europeia (UE), reunidos em Bruxelas, para que cheguem a um acordo sobre o novo conjunto de regras para reger a migração e o asilo dentro do bloco.

"Apelo veementemente aos Estados-membros para que cheguem a um acordo sobre a regulação da crise na reunião de hoje dos ministros do Interior", declarou Ursula Von der Leyen.

"Temos de terminar agora o trabalho. Temos de garantir a implementação adequada do pacto", acrescentou a presidente da CE em Split, na Croácia, onde participa numa reunião do Partido Popular Europeu.

Proposto pela Comissão Europeia em 2020, o novo Pacto sobre Migração e Asilo visa criar um processo de migração e asilo mais justo, mais eficiente e mais sustentável para a União Europeia, com ênfase na solidariedade e na partilha de responsabilidades entre os Estados-membros.

No entanto, as negociações têm sido lentas no meio de divisões profundas dentro do bloco sobre como proceder, com forte oposição da Hungria e da Polónia.

Os ministros do Interior da UE estão reunidos hoje para discutir a migração no Conselho dos Assuntos Internos, em Bruxelas.

A Espanha, que preside a UE neste semestre, apresentará um relatório sobre o andamento das negociações sobre o pacto.

Fontes diplomáticas indicaram que, apesar dos progressos alcançados em junho, quando os países conseguiram fechar dois elementos importantes do Pacto [o Regulamento sobre Procedimentos de Asilo e o Regulamento de Gestão da Migração], aguarda-se agora chegar a um acordo sobre o último tema, o Regulamento de Gestão de Crises, que será aplicado, por exemplo, em casos de grandes ondas migratórias.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+