Tempo
|
A+ / A-

EUA

Júri especial da Georgia quer indiciar senadores aliados de Trump

08 set, 2023 - 19:30 • João Malheiro

Os procuradores norte-americanos do caso de tentativa de subversão das eleições na Geórgia, que envolve o antigo Presidente norte-americano Donald Trump, estimaram que o julgamento deverá demorar quatro meses.

A+ / A-

O júri especial do estado da Georgia defende a acusação de mais de três dúzias de pessoas associadas a Trump e à tentativa de anular os resultados das eleições Presidenciais de 2020.

Destas, 21 são figuras que ainda não tinham sido acusadas, previamente, neste processo.

O senador Lindsey Graham e os antigos senadores David Perdue e Kelly Loeffler, todos do Partido Republicano, são alguns dos nomes listados num novo relatório do júri.

Michael Flynn e Boris Epshteyn, conselheiros de Trump, também são referidos.

Os procuradores norte-americanos do caso de tentativa de subversão das eleições na Geórgia, que envolve o antigo Presidente norte-americano Donald Trump, estimaram que o julgamento deverá demorar quatro meses.

No mês passado, a procuradora do distrito de Fulton, Fani Willis, utilizou a lei estatal contra a extorsão de fundos para obter uma acusação abrangente de 41 elementos e disse que pretende julgar 19 arguidos em conjunto, um desafio complexo.

Todos os suspeitos alegaram inocência. Alguns dos acusados já estão a tentar acelerar o processo, alguns estão a tentar separar-se do caso de alegada conspiração e outros estão a tentar transferir as acusações para um tribunal federal.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+