Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Twitter ameaça processar Meta por causa da nova plataforma Threads

06 jul, 2023 - 23:28 • Maria Costa Lopes com agências

O advogado do Twitter escreveu ao criador do Facebook que "pretende fazer cumprir rigorosamente os seus direitos de propriedade intelectual".

A+ / A-

O proprietário do Twitter, Elon Musk, ameaçou processar o proprietário da Meta, Mark Zuckerberg, por causa da sua nova plataforma Threads.

O advogado do Twitter, Alex Spiro, escreveu ao criador do Facebook que "pretende fazer cumprir rigorosamente os seus direitos de propriedade intelectual", segundo o site de notícias Semafor.

"Isso exige que a Meta tome medidas imediatas para parar de usar quaisquer segredos comerciais do Twitter ou outras informações altamente confidenciais", escreveu Spiro na carta.
O proprietário do Twitter, Elon Musk, postou na sua própria plataforma: "A concorrência é boa, fraude não", em resposta ao relatório, depois da Meta ter lançado a sua nova plataforma Threads durante a noite de quarta-feira.

Na tarde de quinta-feira, a gigante da tecnologia, que também é dona do Instagram e do WhatsApp, afirmou que havia 30 milhões de inscrições na nova plataforma.

O Threads foi anunciado por especialistas como a resposta da Meta ao Twitter - que enfrenta um período de turbulência desde que Musk concluiu a sua aquisição de 44 mil milhões de dólares americanos em outubro do ano passado.

O chefe da Tesla e da SpaceX demitiu metade dos 8.000 funcionários do Twitter após a sua compra. Ele também removeu o sistema de verificação anterior - baseado em notabilidade - e substituiu-o pelo Twitter Blue, um método de verificação pago.

Segundo a Semafor, Spiro, na sua carta, acusou a Meta de contratar ex-funcionários do Twitter que "tiveram e continuam a ter acesso a segredos comerciais do Twitter e outras informações altamente confidenciais".

O porta-voz da Meta, Andy Stone, respondeu à história num post no Threads. Ele escreveu: "Para ser claro: Ninguém na equipa de engenharia do Threads é um ex-funcionário do Twitter - isso simplesmente não é verdade."

Construído pela equipa do Instagram da Meta, o Threads é anunciado como um lar para "partilhar atualizações de texto e participar em conversas públicas".

Os posts podem ter até 500 caracteres e incluir links, fotos e vídeos de até cinco minutos.

As publicações aparecem numa linha do tempo e os utilizadores podem pôr gosto, responder e partilhar em outros lugares.

Mas os posts não aparecem cronologicamente e parece não ser possível fazê-lo.

As pessoas podem usar as suas credenciais existentes do Instagram para criar uma conta do Threads.

Até ao momento a plataforma ainda não está disponível em Portugal.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+