Tempo
|
A+ / A-

Migrações

Duas famílias encontradas mortas na fronteira Canadá-EUA

31 mar, 2023 - 18:40 • Redação

Entre as vítimas está um bebé com menos de três anos. Uma outra criança continua desaparecida.

A+ / A-

A polícia canadiana encontrou na quinta-feira os corpos de seis pessoas pertencentes a duas famílias, uma da Roménia e outra da Índia, no rio St. Lawrence, na fronteira com os EUA.

As autoridades acreditam que as famílias estariam a tentar entrar clandestinamente nos Estados Unidos. Uma criança está desaparecida e continuam as buscas no local.

O primeiro corpo foi encontrado pelas 17h locais de ontem (21h em Lisboa) em Akwesasne, num território indígena Mohawk mesmo na fronteira entre os dois países norte-americanos. Os restantes corpos foram recuperados ao redor. As identidades das vítimas não foram divulgadas pela polícia.

"Cremos que as seis pessoas pertenciam a duas famílias, uma de ascendência romena e outra de cidadãos indianos", adiantou aos jornalistas esta sexta-feira Lee-Ann O'Brien, vice-chefe da polícia de Akwesasne Mohawk, uma comunidade do Québeque cujo território inclui ainda partes de Ontário, no Canadá, e do estado de Nova Iorque, nos EUA.

"A polícia acredita que uma criança da família romena ainda não foi localizada e vamos continuar à sua procura."

Entre os corpos recuperados conta-se o de uma criança com menos de 3 anos de idade. Segundo os canais de televisão canadianos CBC e CTV, foi encontrada com um passaporte canadiano.

As mesmas estações de TV adiantam que o alerta foi dado após o Exército canadiano ter avistado um barco virado ao contrário no rio, durante buscas por um local desaparecido, Casey Oakes, de 30 anos. A polícia diz que ainda não conseguiu traçar ligações entre Oakes, que continua desaparecido, e as famílias vitimadas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+