Siga-nos no Whatsapp
A+ / A-

Chamas à porta de Oviedo. Quase 400 pessoas retiradas e estradas cortadas

31 mar, 2023 - 12:59 • Redação

Só da localidade de Fitoria, situada numa encosta montanhosa perto de Oviedo, foram retirados 65 residentes. Cerca de 700 militares foram chamados para ajudar no combate às chamas.

A+ / A-

As Astúrias estão a arder. De acordo com a última atualização do Governo de Pedro Sanchez, há 112 focos de incêndio ativos na região espanhola. Quase 400 pessoas já foram obrigadas a abandonar as suas casas.

Só da localidade de Fitoria, situada numa encosta montanhosa perto de Oviedo, foram retirados 65 residentes. Cerca de 700 militares foram chamados para ajudar no combate.

As chamas estão a avançar no sentido da cidade de Oviedo, o que é motivo de preocupação. Muitas estradas foram cortadas; a população foi aconselhada a ficar em casa.

Em declarações à rádio espanhola “Antena3”, Adrián Barbón Rodríguez, presidente do Principado das Astúrias, afirmou que as pessoas que causaram estes incêndios “são verdadeiros terroristas”.

"Apelo à calma e tranquilidade de modo a evitar tanto quanto possível que as pessoas circulem; permaneçam nas suas casas a menos que haja uma situação de emergência", disse ainda.

O combate às chamas tem vindo a ser condicionado pelo vento forte que se faz sentir; já foram registadas rajadas de 100 km/h.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+