Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Grécia. Número de mortos em colisão entre comboios sobe para 36

01 mar, 2023 - 06:20 • Lusa com redação

Há registo de mais de uma centena de feridos. Das 102 pessoas hospitalizadas, seis encontram-se em cuidados intensivos.

A+ / A-
Colisão entre comboios faz mais de 30 mortos na Grécia
Colisão entre comboios faz mais de 30 mortos na Grécia

A colisão entre um comboio de passageiros e um de carga, que ocorreu na terça-feira à noite no norte da Grécia, fez pelo menos 36 mortos e mais de uma centena de feridos.

"Trinta e dois passageiros foram encontrados sem vida", disse esta quarta-feira o porta-voz dos bombeiros gregos, Vassilis Vathrakogiannis, numa conferência de imprensa, afirmando que as operações de resgate ainda estão em curso.

"Das 85 pessoas feridas, 53 permanecem hospitalizadas", acrescentou. Entretanto, a Reuters dá conta de 102 pessoas hospitalizadas, das quais seis se encontram em unidades de cuidados intensivos.

Para já, não foram avançados detalhes sobre o que levou à colisão. De acordo com a agência Associated Press, vários vagões descarrilaram e pelo menos três incendiaram-se após o acidente, que ocorreu pouco antes da meia-noite (22h00 de Lisboa) perto de Tempe, a cerca de 380 quilómetros a norte da capital grega, Atenas.

Análises iniciais avançadas pelos média apontam para erro humano, com os dois comboios a circularem na mesma via. No entanto, existe também a possibilidade de um dos comboios ter descarrilado e colidido com o outro que seguia numa outra via, de acordo com o canal de televisão grego SKAI TV.

De acordo com a comunicação social do país, este já é "o pior acidente ferroviário que a Grécia alguma vez viu".

A operadora ferroviária Hellenic Train informou que o comboio de passageiros, que ligava Atenas à cidade de Tessalónica, no norte do país, transportava cerca de 350 pessoas no momento da colisão.

Segundo declarações do presidente da câmara de Tempe, Yorgos Manolis, à emissora pública ERT, muitos estudantes encontravam-se a bordo do comboio, após um fim de semana prolongado.

Cerca de 150 bombeiros e 40 ambulâncias foram mobilizados para o local, de acordo com os serviços de emergência gregos.

"Foi uma colisão muito forte. Esta é uma noite terrível (...) É difícil descrever o cenário", disse à televisão estatal o governador da região de Tessália.

"A parte da frente do comboio ficou destruída (...) Estamos a receber guindastes e equipamento de elevação especial para remover os escombros e levantar os vagões. Há destroços espalhados por todo o local do acidente", acrescentou Costas Agorastos.

[Notícia atualizada às 12h42 de 1 de março de 2023 com aumento do número de feridos hospitalizados]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+