Tempo
|
A+ / A-

Polónia aceita sistema de defesa aéreo Patriot oferecido pela Alemanha

07 dez, 2022 - 00:39 • Lusa

Em meados de novembro, a Polónia foi atingida por um míssil numa localidade próxima da fronteira com a Ucrânia.

A+ / A-

O ministro da defesa da Polónia anunciou esta terça-feira que o país vai aceitar o sistema de defesa antimísseis Patriot oferecido pela Alemanha em novembro.

A oferta alemã foi feita depois de um míssil ter caído na Polónia, em meados de novembro, perto da fronteira com a Ucrânia, matando dois cidadãos polacos.

O ministro da Defesa polaco, Mariusz Blaszczak, afirmou ter aceitado a oferta com "satisfação".

O que parecia ser uma oferta da Alemanha inicialmente ignorada pela Polónia criou tensões nas relações entre os dois países vizinhos, que são importantes parceiros comerciais e aliados nas Nações Unidas.

Mariusz Blaszczak disse, numa publicação no Twitter, que lamenta que a Alemanha não quisesse colocar o sistema Patriot na Ucrânia.

"Fiquei desapontado ao aceitar a decisão de rejeitar o apoio da Ucrânia", escreveu, defendendo que "colocar os Patriots no oeste da Ucrânia aumentaria a segurança dos polacos e ucranianos".

No entanto, disse que os dois lados estavam procedendo "com acertos relativos à colocação do sistema na Polónia e a conecta-lo com o sistema de comando" polaco.

A Alemanha disse que o sistema Patriot oferecido à Polónia fazia parte da defesa aérea integrada das Nações Unidas e apenas para ser implementado no território das Nações Unidas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Também quero
    07 dez, 2022 País 11:24
    Se faz parte do sistema integrado da Defesa aérea da UE, também o queremos por cá. É que podemos estar afastados da 1.ª linha de combate, mas com drones de 2500Km de alcance e misseis de maior alcance ainda, Estamos dentro do raio de ação de "surpresas russas" e o nosso sistema anti-aéreo caracteriza-se por ... Não existir!

Destaques V+