Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Reino Unido vai aliviar regras sobre líquidos em bagagem de mão nos aeroportos

24 nov, 2022 - 09:40 • Joana Azevedo Viana

Novas regras deverão entrar em vigor em meados de 2024 e poderão ser anunciadas ainda este ano.

A+ / A-

As restrições sobre o transporte de líquidos em bagagem de mão deverão ser levantadas nos aeroportos do Reino Unido no espaço de dois anos graças a avançados scanners 3D.

O jornal "The Times" noticia esta quinta-feira que o Governo britânico está a reavaliar as atuais regras e que poderá anunciar as alterações antes do Natal. O objetivo é diminuir as filas de passageiros nos aeroportos do país.

Uma fonte disse à BBC que, apesar de ainda não haver uma decisão final, a nova tecnologia poderá já estar implementada na segurança aeroportuária até meados de 2024.

Atualmente, e tal como acontece em toda a União Europeia (UE), os passageiros que partem de aeroportos britânicos só podem transportar na bagagem de mão frascos de líquidos com 100ml ou menos, dentro de sacos de plástico transparentes que devem ser separados da restante bagagem durante o controlo de segurança.

Da mesma forma, computadores e outros equipamentos eletrónicos também devem ser retirados da bagagem antes do embarque.

Estas restrições estão em vigor desde novembro de 2006 e seguiram-se a uma proibição total de transporte de líquidos na cabine de voo, uma medida que foi aplicada durante três meses em todos os aeroportos do Reino Unido depois de a polícia britânica ter desmantelado um plano de ataque a pelo menos dez aviões com explosivos escondidos em garrafas de bebidas.

A nova tecnologia a ser adotada nos aeroportos britânicos vai permitir ver com maior detalhe e precisão o que cada passageiro transporta na sua bagagem de mão sem necessidade de abrir as malas e, segundo os dois jornais, já está a ser testada no aeroporto de Heathrow, o maior de Londres, desde 2017.

"Temos estado a implementá-la lentamente", reconhece ao "The Times" o diretor executivo de Heathrow, John Holland-Kaye.

"Acabámos de iniciar a expansão da área de segurança do terminal 3, que terá mais scanners, e temos como prazo meados de 2024 [como definido pelo Departamento dos Transportes]. Nessa altura, a experiência para o passageiro normal será a de manter os líquidos nas malas."

Esta tecnologia já está em uso em alguns aeroportos norte-americanos, como o Hartsfield-Jackson em Atlanta, na Geórgia, e o O'Hare em Chicago.

O aliviar das atuais restrições sobre os líquidos, computadores e outros aparelhos eletrónicos em bagagem de mão já tinha sido prometido pelo anterior primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, mas a pandemia de Covid-19 veio adiar esse plano.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+