Tempo
|
A+ / A-

Chile

Maior telescópio do mundo alvo de ataque informático

02 nov, 2022 - 19:57 • Rosário Silva

Observatório Europeu do Sul assegura que "a ameaça foi contida".

A+ / A-

O maior telescópio do mundo, inaugurado no Chile em 2013, foi alvo de um ciberataque, anunciou esta quarta-feira o Observatório Europeu do Sul (ESO).

O ALMA (Atacama Large Millimeter/submillimeter Array), instalado no deserto de Atacama, nos Andes chilenos, foi atacado por "hackers" no último fim de semana, tendo condicionado todo o trabalho que o envolve, nomeadamente ao nível das observações dos astros, deixando o observatório sem site e com “serviços de e-mail limitados”.

"A ameaça foi contida e os nossos especialistas estão a trabalhar arduamente para restaurar os sistemas afetados", escreveu o observatório ALMA no Twitter.

"Dada a natureza do episódio, ainda não é possível estimar uma data para o regresso às atividades regulares", pormenorizou.

O ALMA é um poderoso telescópio de última geração que estuda a radiação produzida por alguns dos objetos mais frios do Universo. “Esta radiação tem um comprimento de onda da ordem do milímetro, entre o infravermelho e as ondas de rádio e é por isso designada por radiação milimétrica e submilimétrica”, explica o ESO.

Possui mais de seis dezenas de antenas de alta precisão, espalhadas por distâncias que podem chegar até aos 16 quilómetros. “Permitem detetar galáxias distantes que se formam na borda do universo observável, ainda de acordo com o ESO.

O ALMA emprega cerca de 300 especialistas, entre eles, mais de quatro dezenas de engenheiros e técnicos de informática.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+