Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Eleições no Brasil

Bolsonaro reage à derrota para Lula. "Vencemos a mentira de hoje"

03 out, 2022 - 02:47 • Fábio Monteiro , Joana Azevedo Viana

Presidente perdeu para Lula da Silva com diferença de 5%, cerca de seis milhões de votos. Segunda volta disputa-se a 30 de outubro.

A+ / A-
Lula vence primeira volta no Brasil mas Bolsonaro diz que venceu a "mentira" das sondagens
Lula vence primeira volta no Brasil mas Bolsonaro diz que venceu a "mentira" das sondagens

Jair Bolsonaro declarou na madrugada desta segunda-feira que a sua campanha venceu "a mentira de hoje" de que Lula da Silva, o seu principal rival nas eleições presidenciais deste domingo.

A declaração foi uma referência a uma sondagem divulgada nas vésperas das eleições que indicava que Lula poderia conquistar 51% dos votos e assim evitar uma segunda volta contra o atual Presidente.

Na manhã desta segunda-feira, com 99,99% dos votos contabilizados pelo Tribunal Superior Eleitoral, o antigo chefe de Estado, do Partido dos Trabalhadores (PT), era o declarado vencedor do primeiro turno, com 48,43% dos votos, menos do que os 50% necessários para ser eleito à primeira volta.

"Nós vencemos a mentira do dia de hoje, que dava na Data Folha 51% e nós 30 e poucos", declarou aos jornalistas cerca de duas horas depois de o Tribunal Superior Eleitoral ter confirmado que os dois candidatos vão a uma segunda volta.

"Há uma vontade de mudar da parte da população. Mas tem certas mudanças que podem vir para pior. A gente tentou mostrar isso durante a campanha, mas pareceu que não atingiu a camada mais importante da sociedade. Então analisamos", acrescentou.

Questionado sobre se confia nos resultados da primeira volta, depois de ter prometido durante a campanha que iria contestá-los em caso de derrota, Bolsonaro declarou: "Vou aguardar o parecer das forças armadas."

"Temos um segundo termo pela frente, onde tudo passa a ser igual. Nós vamos agora mostrar melhor para a população brasileira, em especial à classe mais afetada, as consequências de uma guerra fora e ideológica também."

O segundo turno das eleições presidenciais está marcado para 30 de outubro. Lula parte com uma vantagem de cerca de seis milhões de votos em relação a Bolsonaro, e será importante aguardar para ver a quem vão declarar apoio os candidatos Simone Tebet e Ciro Gomes, que juntos conquistaram cerca de oito milhões e meio de votos.

[atualizado às 11h30]

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+