Tempo
|
A+ / A-

Brasil. Lula da Silva com mais hipóteses de ganhar na primeira volta, indica sondagem

23 set, 2022 - 20:46 • Lusa

De acordo com o DatanFolha, o ex-Presidente aumentou a vantagem sobre Bolsonaro de 12 para 14 pontos percentuais.

A+ / A-

A vantagem do ex-Presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva sobre o atual Presidente, Jair Bolsonaro, sobre a intenção de voto para as presidenciais de 2 de outubro, aumentou dois pontos na última semana, segundo uma nova sondagem.

Segundo levantamento divulgado na noite de quinta-feira pelo Datafolha, a dez dias das eleições mais polarizadas da história do Brasil, Lula da Silva tem 47% das intenções de voto, face aos 33% do atual Presidente e candidato à reeleição.

Assim, numa semana, o ex-Presidente aumentou a sua vantagem sobre o atual chefe de Estado de 12 para 14 pontos percentuais, segundo o DataFolha.

A sondagem, a maior até agora feita pela principal empresa demográfica do país (ouviu 6.754 eleitores em 343 cidades entre terça e quinta-feira), mostrou que a intenção de voto de Lula da Silva cresceu dois pontos percentuais enquanto a de Bolsonaro ficou estável.

De acordo com o Datafolha, cuja sondagem tem uma margem de erro de dois pontos, o resultado deixou o líder do Partido dos Trabalhadores (PT) com a possibilidade de ser eleito sem a necessidade de uma segunda volta, marcada para 30 de outubro, caso nenhum candidato obtenha mais da metade dos votos válidos.

Isso deve-se ao facto de que, levando em conta os votos válidos, ou seja, descontados os brancos e os nulos, a intenção de votar em Lula da Silva subiu de 48% na semana passada para 50% na sondagem concluída na quinta-feira, enquanto a de Bolsonaro ficou em 35%.

A estratégia do ex-Presidente (2003-2010) nos últimos dias de campanha tem sido procurar o "voto útil" dos eleitores que ainda apostam em terceiros candidatos para tentar garantir a sua eleição à primeira volta.

O Datafolha também simulou um cenário de segunda volta, que confirmou o favoritismo de Lula da Silva. Neste caso, o líder progressista seria eleito com 54% dos votos contra 38% das intenções de voto em Bolsonaro.

Essa possibilidade também reflete os índices de rejeição dos candidatos já que, segundo a sondagem desta semana, 52% dos eleitores brasileiros dizem que não votariam em Bolsonaro de forma alguma e 39% dizem o mesmo sobre Lula da Silva.

A eleição presidencial no Brasil tem a primeira volta marcada para 2 de outubro e a segunda, caso seja necessária, para 30.

As presidenciais brasileiras são disputadas por dez candidatos: Jair Bolsonaro, Luiz Inácio Lula da Silva, Ciro Gomes, Simone Tebet, Luís Felipe D'Ávila, Soraya Tronicke, Eymael, Leonardo Pericles, Sofia Manzano e Vera Lúcia.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • ALAN
    24 set, 2022 Lajeado 18:15
    hahahahhaah..quem falou isso!!...que barbaridade até em Portugal a imprensa é assim.....extremamente tendenciosa...e mentirosa...não sabem nada do que esta a acontecer no Brasil....acreditam em Data-folha e outros institutos manipulados pela porca mídia aqui do Brasil....Lula na frente!....piada de Portugues?
  • Vander
    24 set, 2022 Londrina 10:55
    Divulguem a pesquisa da Brasmarket, apresentada em 15 de setembro. O resultado é semelhante, só que com a vantagem a favor de Bolsonaro. Divulguem imagens das ruas no Brasil nas campanhas dos candidatos. Lula não junta ninguém. Bolsonaro arrasta multidões. Intrigante como a Renascença, tal como a mídia tradicional brasileira, só anuncia a favor da esquerda...
  • Fernano
    23 set, 2022 Brasil 22:05
    Vocês não têm vergonha? Que jornalismo é esse? Vocês não sabem que essas sondagens não são confiáveis? Vocês publicam uma matéria baseada numa sondagenzita encomendada sem noção da realidade brasileira? Que jornalismo é esse? É a Renascença do lado do comunismo? Apoiando um comunista condenado em 3 instancias por 20 juizes que compra sondagens a ver se volta ao local do crime para continuar a roubar e massacrar um povo? Vocês não tem vergonha de prestar um serviço desses? A vossa consciência não vos pesa? Dia 2 à noite venho aqui colocar os resultados para ver se vocês acordam!

Destaques V+