Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Morreu Isabel II. ​42 voltas ao mundo e duas visitas a Portugal

08 set, 2022 - 22:17 • Filipe d'Avillez

Isabel II esteve pela última vez em Lisboa em 1985. Antes disso esteve em 1957 para uma viagem que durou vários dias e a levou a conhecer a fundo o país.

A+ / A-

Veja também:


Uma multidão juntou-se para ver Isabel II quando esta chegou ao Terreiro do Paço, Lisboa, em 1957.

A viagem de vários dias a Portugal que levou a Rainha a visitar o Montijo, Setúbal, Lisboa, Queluz, Caldas da Rainha, Nazaré, Alcobaça, Batalha e Vila Franca de Xira, começou a 18 e terminou no dia 21 de fevereiro.

Entre o povo, no Terreiro do Paço, estavam várias crianças e, entre estas, um pequeno Marcelo Rebelo de Sousa, que ficou de tal forma marcado pelo evento que o recordou, décadas mais tarde, numa visita à Rainha em Londres.

“Sua Majestade, é uma honra para mim e para Portugal”, disse Marcelo Rebelo de Sousa, depois de cumprimentar Isabel II. “Nós lembramo-nos das suas duas visitas de Estado a Portugal. Uma delas foi em 1957, quando eu era uma criança”.

A Rainha ri-se e comenta, “era criança com certeza”, antes de Marcelo continuar.

“Quando chegou a Lisboa, ao Terreiro do Paço, numa carruagem com o general Craveiro Lopes, eu estava lá para a ver, logo na primeira fila. Depois, em 1985 fui convidado para jantar a bordo do Britannia, porque na altura era líder da oposição”, recordou Marcelo Rebelo de Sousa.

O entusiasmo com o qual o Presidente da República recordou essa visita espelha o sentimento geral da população. António Oliveira Salazar, na altura já presidente do Conselho de Ministros, fez os possíveis para que a viagem fosse um retumbante sucesso, numa altura em que apesar de Portugal ser ainda uma ditadura não havia grandes dificuldades nas relações diplomáticas entre os dois países aliados.

Ficou famosa uma fotografia da jovem rainha, com tiara na cabeça, sentada ao lado de Salazar durante uma receção oficial, os dois a rir como se fossem grandes amigos. Isabel deixou Portugal um país mais amigo e Salazar um político mais seguro nos comandos do Estado.

Morreu Isabel II, uma Rainha que enfrentou crises e mudanças históricas
Morreu Isabel II, uma Rainha que enfrentou crises e mudanças históricas

Fora da rota dessa viagem ficou a cidade do Porto, com ligações históricas ao Reino Unido e uma importante comunidade britânica, mas a Rainha teve oportunidade de lá ir na sua segunda visita a Portugal, em 1985.

Os portuenses encheram a Ribeira, colocando colchas bordadas às janelas e saíram à rua para ver o cortejo pela Avenida dos Aliados, num Rolls Royce engalanado com o estandarte real e com o da Presidência da República portuguesa.

Em Lisboa Isabel II, sempre acompanhada pelo Duque de Edimburgo, foi recebida por Mário Soares, Presidente de um país agora democrático e recém-chegado à União Europeia. Houve também uma visita a Sintra e ao colégio inglês de Carcavelos, St. Julian’s, onde foi recebida entusiasticamente por jovens alunos dos diferentes colégios internacionais da região.

Mais de 270 viagens

Com mais de 270 viagens efetuadas só durante o seu reinado, Isabel II é a recordista absoluta entre chefes de Estado.

No total foram pelo menos 128 países visitados, quer em viagens de Estado quer em viagens no contexto do Commonwealth. A esmagadora maioria foram em representação do Reino Unido, mas duas das suas viagens aos Estados Unidos foram na qualidade de Rainha do Canadá.

O anúncio da morte da Rainha Isabel II pela BBC
O anúncio da morte da Rainha Isabel II pela BBC

O número de quilómetros percorridos equivale a 42 voltas ao planeta e foram poucos os cantos do mundo que nunca pisou, desde a Rússia, que visitou uma vez em 1994, a Nauru, um dos estados mais pequenos do mundo, no meio do Oceano Pacífico, em 1982.

O Canadá foi o país que visitou mais vezes, 28, sendo que algumas foi apenas para reabastecer durante viagens a outros estados, seguido da Austrália, onde foi por 18 ocasiões.

Isabel II esteve quatro vezes no Vaticano, tendo sido recebida por João XXIII em 1961, por João Paulo II em 1980 e 2000 e pelo Papa Francisco em 2014. Nunca visitou Bento XVI em Roma, mas recebeu-o em Londres em 2010.

Os únicos outros países lusófonos a acolher a Rainha foram o Brasil, em 1968, e Moçambique em 1999, numa altura em que o Estado africano já tinha aderido ao Commonwealth.

Em 2015 a Chefe de Estado visitou Malta, um país onde chegou a viver antes de ascender ao trono. Foi a sua última viagem oficial para fora do Reino Unido, já tinha quase 90 anos. A Coroa continuou a viajar, sendo Isabel II representada por outros membros da sua família.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+