Tempo
|
A+ / A-

Pelo menos 41 mortos em incêndio numa igreja do Egito

14 ago, 2022 - 13:08 • Ricardo Vieira

Chamas terão sido provocadas por um curto-circuito e provocaram uma debandada entre os cinco mil fiéis que se encontravam na igreja da cidade de Gizé.

A+ / A-
Fotos: Khaled Kamel/EPA
Fotos: Khaled Kamel/EPA

Pelo menos 41 pessoas morreram em resultado de um incêndio numa igreja copta da cidade de Gizé, nos arredores do Cairo, no Egito.

Há ainda registo de 14 feridos, avança a Igreja Copta do Egito, que cita o Ministério da Saúde.

O governo tinha avançado, inicialmente, que "algumas" pessoas tinham morrido na igreja Abu Sifin, em Gizé, e que 55 vítimas tinham sido levados para o hospital.

O incêndio terá sido provocado por um curto-circuito, avança a polícia, em comunicado citado pela estação Al-Jazeera.

O fogo deflagrou numa altura em que cinco mil pessoas se encontravam na igreja para celebrar a missa, indicam fontes citadas pela agência Reuters.

O incêndio provocou uma debandada dos fiéis e muitos terão ficado esmagados.

O presidente do Egito, Abdel Fattah el-Sisi, já apresentou condolências à comunidade cristã copta.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+