Tempo
|
A+ / A-

Zelensky diz que a guerra deve acabar com “a libertação da Crimeia”

10 ago, 2022 - 05:45 • Marisa Gonçalves com Agências

O Presidente ucraniano não aponta datas, no entanto, assegura que a península anexada pela Rússia em 2014 vai ser reconquistada.

A+ / A-

Volodymyr Zelensky, o Presidente da Ucrânia, dedicou a sua mensagem noturna, difundida habitualmente em vídeo, à península da Crimeia garantido que aquele território é ucraniano.

“A guerra contra a Ucrânia e contra a Europa começou na Crimeia vai acabar na Crimeia, na libertação desta região embora não seja possível estimar quando é que isso vai acontecer”, afirmou.

Na mesma comunicação, Zelensky garante que jamais desistirá da Crimeia.

“Não vamos esquecer que a Rússia iniciou a guerra contra a Ucrânia quando ocupou a Crimeia. A Rússia tomou a nossa península que sempre foi um dos melhores sítios de toda a Europa, num dos locais mais perigosos do continente”, alegou.

As declarações do Presidente ucraniano surgiram horas depois de uma série de explosões terem eclodido numa base aérea russa, na Crimeia, provocando a morte a uma pessoa.

Moscovo alegou que as explosões tinham sido causadas pela detonação de munições e não por um ataque ucraniano.

De forma oficial, Kiev não veio reivindicar qualquer ataque, apesar de o jornal The New York Times ter citado, sob anonimato, oficiais ucranianos a admitirem responsabilidades no incidente.

A região da Crimeia foi anexada pela Rússia em 2014, após um referendo que a comunidade internacional considerou ilegítimo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Digo
    10 ago, 2022 Eu 10:27
    Os referendos fantoches organizados pela Rússia não valem o papel onde são escritos. Tanto o DonBass como a Crimeia, são territórios Ucranianos e se a Rússia não sai de lá, tem de ser corrida de lá. É isto e mais nada.

Destaques V+