Tempo
|
A+ / A-

"O mundo não pode esquecer as lições de Hiroshima e Nagasaki", diz Guterres

06 ago, 2022 - 03:14 • Núria Melo com Agências

O secretário geral da ONU lembra os sobreviventes da radioatividade em Hiroshima, no Japão. E apela à eliminação de todas as armas nucleares no mundo.

A+ / A-

O secretário geral da ONU lembra que os sobreviventes da radioatividade em Hiroshima ficaram com marcas para sempre daquele que foi "o ataque mais bárbaro da história da humanidade".

António Guterres, no Japão, a prestar homenagem às dezenas de milhares de pessoas mortas por bombas atômicas há 77 anos.

"As armas nucleares são um absurdo. Elas não garantem segurança. Apenas morte e destruição", palavras do secretário geral da ONU.
Guterres recordou que três quartos de século depois o "mundo deve perguntar o que aprendeu com a nuvem de cogumelo que cresceu sobre esta cidade em 1945".
Num apelo à reflexão, António Guterres evitou uma menção direta à Rússia, que chama à invasão da Ucrânia de "operação militar especial".

Após o discurso no Japão, António Guterres fez uma publicação na rede social Twitter onde diz que o mundo "não pode esquecer as lições de Hiroshima e Nagasaki".

O secretário geral das Nações Unidas apelou à eliminação de todas as armas nucleares que existem na terra.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+