Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Monkeypox. Nova Iorque declara estado de emergência face ao aumento de casos

30 jul, 2022 - 08:20 • Redação com Lusa

A doença foi relatada em 78 países até agora e 70% dos casos estão concentrados na Europa e 25% nas Américas.

A+ / A-

O estado de Nova Iorque declarou o estado de emergência na sequência de um aumento de casos de varíola dos macacos nos últimos dias.

De acordo com a declaração, assinada pela governadora do estado de Nova Iorque, a democrata Kathy Hochul, a região totaliza já 1.400 infeções.

A declaração de emergência permite aos organismos estaduais mobilizar fundos e recursos para ajudar as localidades a combater o vírus.

Em meados de julho, Nova Iorque ativou um sistema de informações sobre a varíola dos macacos para telemóveis, em que se envia a mensagem de texto "MONKEYPOX" ou "MONKEYPOXESP" para um número de telefone local. O sistema inclui informações sobre os sintomas e a transmissão da doença, além de dar orientações de ação após a exposição.

Mais de 18.000 casos de varíola dos macacos foram detetados em todo o mundo desde o início de maio passado, fora das áreas endémicas de África.

A doença foi relatada em 78 países até agora e 70% dos casos estão concentrados na Europa e 25% nas Américas, disse o responsável da OMS.

Confirmados 633 casos em Portugal

Portugal totaliza 633 casos confirmados de infeção pelo vírus Monkeypox, 45 na última semana, segundo dados da Direção-Geral da Saúde (DGS), que indica que 82,6% dos casos foram reportados na região de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo.

A presença do vírus Monkeypox (VMPX) foi detetada em Portugal em 3 de maio, com a confirmação laboratorial de cinco casos de infeção, e, desde então e até à última quarta-feira, foram identificados 633 casos.

Do universo de casos reportados no Sistema de Vigilância Epidemiológica, a maior parte pertence ao grupo etário entre os 30 e 39 anos e a grande maioria das infeções (99,6%) são homens, havendo dois casos (0,4%) do sexo feminino.

A DGS aconselha as pessoas que apresentem lesões ulcerativas, erupção cutânea, gânglios palpáveis, eventualmente acompanhados de febre, arrepios, dores de cabeça, dores musculares e cansaço, a procurar aconselhamento médico e a evitarem contacto físico direto.

As autoridades de saúde deEspanha e do Brasil anunciaram esta sexta-feira as primeiras mortes Monkeypox nos respetivos países. São os primeiros casos mortais verificados fora do continente africano.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+