Tempo
|
A+ / A-

Invasão do Capitólio. Trump investigado pelo Departamento de Justiça

27 jul, 2022 - 15:44 • Rosário Silva

Mais de um ano depois da invasão do Capitólio, por parte de apoiantes de Donald Trump, o Ministério Público norte-americano continua a “escavar” à volta do ex-presidente. Procuram-se provas quanto à sua participação no ataque à Casa da Democracia, alegadamente relacionado com a tentativa de não certificar a vitória eleitoral de Joe Biden.

A+ / A-

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos da América está a investigar o ex-Presidente Donald Trump por, alegadamente, ter incitado os manifestantes à invasão do Capitólio a 6 de janeiro de 2021, como forma de reverter a derrota nas eleições que deram a vitória ao democrata Joe Biden.

De acordo com uma investigação do jornal norte-americano Washington Post, confirmada por outros meios de comunicação, os investigadores terão procedido à apreensão de vários registos telefónicos com conversas comprometedoras entre Trump, os seus assessores e outras figuras proeminentes da política, além de terem interrogado testemunhas sobre um alegado esquema de organização a envolver falsos eleitores.

Até ao momento, os procuradores optaram por não abrir, formalmente, qualquer investigação criminal sobre Donald Trump que, recorde-se, nega o seu envolvimento no motim, embora se tenha manifestado publicamente a favor dos que perpetraram o ataque ao Capitólio.

Esta investigação acontece numa altura em que a justiça norte-americana, procura esclarecer o papel de figuras publicas e manifestantes neste episódio já considerado como um dos maiores ataques à democracia dos Estados Unidos.

O mesmo jornal assegura que as últimas semanas têm sido férteis em intimações, mandados de busca ou recolha de depoimentos, o que configura um apertar do cerco ao ex-presidente.

Apesar das movimentações terem sido intensificadas, o Departamento de Justiça mantém o silêncio sobre se vai ou não acusar Trump, pela alegada participação na tentativa de anular a sua derrota nas eleições presidenciais de 2020.

Trata-se de uma situação melindrosa, tendo em conta que uma acusação a um ex-presidente, e neste caso potencial candidato nas eleições de 2024, teria consequências constitucionais e políticas significativas.

Inquérito diz que Trump foi “negligente e omisso”

O ex-Presidente Donald Trump foi “negligente, omisso e poderia ter evitado a violência e proporção da invasão do Capitólio”.

Esta é a conclusão preliminar do inquérito que uma comissão especial da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos está a realizar, sobre os ataques ao Capitólio por parte de apoiantes do ex-presidente, que culminou com a morte de cinco pessoas e mais de uma centena de feridos, a maioria polícias.

Na última semana, foi apresentado um painel com testemunhos que detalharam o que fez, Donald Trump, durante o tempo em que decorreu o incidente, alguns dos quais referem que terá simplesmente ficado a assistir, sem que tomasse qualquer medida para colocar termo à invasão.

Os seus apoiantes protestavam contra a formalização do resultado das eleições de novembro de 2020, que elegeram o democrata Joe Biden.

Por essa altura, Donald Trump tinha pedido a recontagem de votos, recusando-se a aceitar a vitória de Biden.

Esta comissão de inquérito ainda não terminou. Paralelamente, o Departamento de Justiça procura provas em como Trump esteve envolvido no incidente, com a finalidade de tentar reverter o resultado eleitoral que lhe foi desfavorável.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+